Grêmio nega que esteja negociando contratação de Cavani

À Jovem Pan, clube disse que não há acerto com uruguaio ex-PSG

  • Por Denise Bonfim
  • 04/09/2020 19h29 - Atualizado em 04/09/2020 19h32
Sebastião Moreira/EFECavani está sem clube desde sua saída do PSG

A diretoria do Grêmio negou o acerto com o atacante uruguaio Edinson Cavani. A informação foi ventilada pelo jornalista argentino Sebastián Srur, da Rádio Continental, que afirmou em sua conta no Twitter que o negócio teria sido fechado nas últimas horas, e que o uruguaio chegaria à Porto Alegre na próxima segunda-feira para assinatura do contrato. À Jovem Pan, o clube informou que não há  negociação com o atleta, livre no mercado desde a saída do PSG.

De acordo com a Sky Sports, da Itália, a Juventus também estaria interessada na contratação do jogador, que no futebol italiano já defendeu o Napoli. Recentemente, o Atlético-MG também efetuou uma consulta junto aos representantes de Cavani, mas os valores foram considerados muito altos pelo clube. A parte financeira também foi um entrave para o acerto com o Benfica, de Jorge Jesus, que já contratou Éverton Cebolinha, do próprio Grêmio, e Pedrinho, do Corinthians.

Rescisão com Thiago Neves

Na última quinta-feira, 3, horas depois da derrota do Grêmio para o Sport por 2 a 1, válida pela 7ª rodada do Brasileirão, o vice de futebol do Tricolor Gaúcho, Paulo Luz, reconheceu a necessidade de contratações, e admitiu que reforços poderão chegar em breve. “O Grêmio vai fazer uma contratação que vai surpreender. Vai ser algo de grande repercussão”, afirmou. Durante o dia, a rescisão do contrato com Thiago Neves foi ventilada, mas o atleta negou a saída, em comunicado divulgado nas redes sociais

“Em momento algum recebi qualquer informação ou comunicado oficial do clube neste sentido. Portanto, me considero atleta do Grêmio com quem quero e pretendo manter e cumprir integralmente o contrato”, disse. “Estou muito chateado com a notícia, até porque não acredito que a Diretoria do Grêmio agiria com tamanho desrespeito a quaisquer um dos seus atletas e demais colaboradores. Seria uma atitude extremamente amadora, inclusive, não combina com um clube do tamanho e história do Grêmio”.

Chateado, o meia afirmou que continuará no clube, por ora. “Até aqui, cumpri fielmente com todas as minhas obrigações e dedico diariamente todo o meu empenho em favor deste grande clube, a quem sempre respeitei e cuja diretoria parece não estar respeitando neste momento”, finalizou.