Há 10 anos, Brasil levava virada da Holanda e se despedia da Copa do Mundo; relembre

A seleção brasileira perdeu para a Holanda por 2 a 1 no dia 2 de julho de 2010; Felipe Melo e Júlio César foram considerados os vilões da eliminação

  • Por Pedro Sciola
  • 02/07/2020 12h15 - Atualizado em 02/07/2020 13h25
Reprodução/TwitterO Brasil foi eliminado pela Holanda na Copa do Mundo de 2010

O Brasil perdeu a sua segunda oportunidade de ser hexacampeão da Copa do Mundo há exatamente 10 anos. No dia 2 de julho de 2010, a seleção brasileira levou a virada da Holanda e se despediu do campeonato realizado na África do Sul. O algoz, para quem não se lembra, tem nome e sobrenome: Wesley Sneijder participou dos dois gols dos holandeses na vitória por 2 a 1. Já os vilões todos sabem quem são: Felipe Melo e Júlio César.

O volante, atualmente no Palmeiras, até começou a partida bem, contribuindo com uma linda assistência. Felipe Melo acertou um ótimo passe de longa distância para Robinho, que, de frente para o goleiro, não desperdiçou e abriu o placar logo aos 10 minutos da etapa inicial.

A seleção comandada por Dunga fez um bom primeiro tempo, marcando bem as principais peças da Holanda (Sneijder e Robben) e chegando perto de ampliar o marcador. Kaká, por exemplo, quase deixou o Brasil com uma vantagem maior antes do intervalo, mas parou no goleiro Stekelemburg.

O pesadelo para Canarinho, entretanto, aconteceu nos últimos 45 minutos de partida. Aos oito minutos, Felipe Melo e Júlio César se atrapalharam em cruzamento, e a bola batida por Sneijder desviou no volante antes de balançar as redes. O empate desestabilizou o Brasil, que passou a errar passes fáceis e a cometer faltas em excesso.

Aos 22, a virada aconteceu após mais um erro na bola aérea. Em cobrança de escanteio, Kuyt desviou na primeira trave e Sneijder, completamente desmarcado, testou para o fundo do gol. Depois disso, a seleção brasileira se perdeu ainda mais e viu Felipe Melo ser expulso após dar pisão em Robben. Com um jogador a menos, o drama tomou conta dos minutos finais do jogo. A Holanda soube “cozinhar” bem a partida e, por pouco, não marcou o terceiro.

FICHA TÉCNICA: HOLANDA 2 X 1 BRASIL

Holanda – Stekelenburg, Van der Wiel, Heitinga, Ooijer e Van Bronckhorst; Van Bommel, De Jong, Sneijder e Kuyt; Van Persie (Huntelaar) e Robben. Treinador: Bert van Marwijk.

Brasil – Julio Cesar, Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos (Gilberto); Gilberto SIlva, Felipe Melo, Daniel Alves e Kaká; Robinho e Luis Fabiano (Nilmar). Treinador: Dunga.

Gols – Robinho, aos dez minutos do primeiro tempo; Felipe Melo (contra), aos oito, e Sneijder, aos 22 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos – Heitinga, Van der Wiel, De Jong, Ooijer (Holanda); Michel Bastos (Brasil). Cartão vermelho: Felipe Melo (Brasil).
Estádio – Nelson Mandela Bay (em Porto Elizabeth).
Data – 02/07/2010.
Árbitro – Yuichi Nishimura (JAP). Assistentes: Toru Sagara (JAP) e Jeong Hae-Sang (COR).
Público – 40.186