Jesus diz que deixa o Fla com ‘eterna gratidão’; Braz afirma que saída foi pela porta da frente

Rescisão de contrato do treinador foi confirmada na noite desta sexta-feira

  • Por Jovem Pan
  • 17/07/2020 21h09
Alexandre Vidal/FlamengoJorge Jesus foi carregado pelos atletas após a conquista do Carioca 2019

Após a confirmação da saída de Jorge Jesus para o Benfica, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, disse que respeita a decisão do português. Ele reconheceu o sentimento de tristeza pelo rompimento, mas avaliou que a saída foi pela porta da frente.

“Somente hoje fomos comunicados do desejo do encerramento contratual com o Flamengo. Tive um almoço tranquilo com o Jorge. Leve, deu tudo certo. Landim desde o começo conduziu com correção, sempre dando todas as condições. Contratamos o Jesus já atrás e sempre acreditamos. Veio e, com toda sua comissão técnica muito competente, trabalharam muito fora de seu país”, disse.

Ele assegurou que a diretoria não sabia da decisão de Jesus até o almoço desta sexta-feira, e agradeceu o trabalho que rendeu seis títulos ao rubro-negro. “O Flamengo está com 125 anos. Passa o Jorge, passa a diretoria, passam tantas pessoas que trabalharam, tantos ídolos. A gente está triste porque não era o que queria, tanto que renovamos o contrato. Nos esforçamos. Mas agora teve um outro entendimento que eu vou respeitar. O Jorge sai pela porta da frente, de uma maneira correta e humana. Vida que segue”, afirmou.

Em nota, o treinador português afirmou ter “eterna gratidão” pelo que viveu à frente do time. “Foram 13 meses de uma união perfeita, tempo em que fui muito feliz, me senti em casa, tivemos conquistas inesquecíveis. Mas hoje nos reunimos com a diretoria do Flamengo e decidimos que era o momento de encerrar nossa relação, sem mágoas, ressentimentos. Um rompimento que não deixará cicatrizes, somente lembranças de vitórias e títulos, de emoções que carregarei para toda vida. Fim de um ciclo, chegou a hora de voltar a Portugal”, afirmou, em texto publicado no seu perfil no Instagram.

Diretoria pede calma

Mesmo antes da confirmação da saída de Jorge Jesus, já pipocavam nas redes sociais nomes de possíveis substitutos. Nos corredores do Ninho do Urubu, porém, o nome ainda é uma incógnita. Os jogadores estão de folga após a conquista do Carioca, na última quarta. Braz destaca que ainda há tempo para decisão de quem vai ser o novo comandante rubro-negro, já que o Brasileirão só começa no fim de semana dos dias 8 e 9 de agosto.

“A torcida fica sempre apreensiva, e está correta em cobrar novamente um grande técnico para que se possa ter resultado. Agora é ter tranquilidade. A competição começa no dia 9. Não temos o maior tempo do mundo, mas não estamos no meio de uma competição. Talvez fosse um estresse maior. Até pela relação que tenho com o Jorge. Ninguém ia mexer uma peça do tabuleiro antes de um comunicado oficial dele. O que não quer dizer que a gente não esteja atento ao mercado. A partir de domingo vamos começar a ver o melhor para o Flamengo continuar esse ano”, comentou.

* Com Estadão Conteúdo