‘Não o queria’: Jogador turco confessa ter asfixiado filho de cinco anos

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2020 19h54 - Atualizado em 12/05/2020 20h03
ReproduçãoCevher Toktas confessou o assassinato do próprio filho

Cevher Toktas, zagueiro do Bursa Yildirim, chocou a Turquia ao confessar ter matado o próprio filho de cinco anos asfixiado. A informação foi divulgada pelo jornal Daily Sabah.

A criança foi levada a um hospital após sentir sintomas da covid-19, e permaneceu internada na UTI. Pouco tempo depois, foi encontrada morta na cama. Os médicos achavam que teria morrido por causas naturais, mas Toktas assumiu o crime.

“Apertei uma almofada contra meu filho, que estava deitado. Durante 15 minutos apertei-a sem levantá-la. Quando ele parou de se mover, soltei-a”, contou o jogador, em depoimento à polícia. “Não o amava. Nunca o amei, desde que nasceu”, completou.

Após o depoimento, Toktas foi detido imediatamente. Antes de ser contratado pelo Bursa, ele defendeu outros times da segunda divisão turca.