De olho em Jesus, Benfica confirma auxiliar no comando até fim da temporada

Clube português anunciou que Nélson Veríssimo continuar como treinador até o final da temporada, mas segue monitorar o comandante do Flamengo

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2020 12h05
Marcelo Cortes/CRFJorge Jesus é treinador do Flamengo desde a metade de 2019

A direção do Benfica confirmou nesta terça-feira (7) que o auxiliar Nélson Veríssimo será o treinador do time até o final da temporada 2019/2020, que foi retomada há cerca de um mês em Portugal em meio à pandemia de Covid-19. Ele substitui Bruno Lage, que foi demitido na semana passada após resultado ruins da equipe que permitiram ao rival Porto abrir vantagem na liderança do Campeonato Português – em seis jogos, foram apenas duas vitórias e dois empates.

Em um comunicado oficial, o clube de Lisboa anunciou que o trabalho de Nélson Veríssimo à frente do time é somente até o final da temporada e aproveitou para agradecer a Bruno Lage pela contribuição nos últimos anos. “Para sempre ficará na nossa história e memória a inestimável contribuição de Bruno Lage e de toda a sua equipe técnica para a brilhante reconquista do título no Campeonato (Português) de 2018/19”, informou.

Faltam quatro rodadas para o final do Campeonato Português e Nélson Veríssimo terá a missão de tirar seis pontos de desvantagem (73 a 67) para o Porto. Mas o técnico poderá conquistar um título nesta reta final de temporada: a Taça de Portugal, na qual o Benfica pegará justamente o rival da Cidade do Porto na decisão.

A efetivação de Nélson Veríssimo como técnico vem em um momento de muita especulação sobre quem será o novo treinador do Benfica a partir da temporada 2020/2021. O principal alvo parece ser Jorge Jesus, atual treinador do Flamengo, que inicialmente recusou um convite do presidente Luis Filipe Vieira, de quem é amigo pessoal, para comandar o clube no qual já trabalhou de 2009 a 2015.

Outros nomes cotados são o do argentino Mauricio Pochettino, ex-técnico do Tottenham e atualmente sem trabalho, e o alemão Julian Nagelsmann, do RB Leipzig, da Alemanha.