Jorge Jesus rebate Renato Gaúcho, do Grêmio: ‘Melhor futebol é o do Flamengo’

  • Por Jovem Pan
  • 29/08/2019 10h14
Reprodução/FlameJorge Jesus, treinador do Flamengo
O técnico português Jorge Jesus esquentou um debate que vai durar ao menos pouco mais de um mês, até Flamengo e Grêmio se enfrentarem pelas semifinais da Copa Libertadores. Após eliminar o Internacional com o empate por 1 a 1, na quarta-feira, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, o treinador rubro-negro foi questionado sobre a declaração de Renato Gaúcho no dia anterior, que exaltou o clube gaúcho depois de ganhar do Palmeiras. Disse respeitar a opinião do rival, mas a rebateu.

“Aceito a opinião do treinador do Grêmio, é a opinião dele. Se falarmos no Campeonato (Brasileiro), não é, né? Quem joga melhor é quem vai à frente. Não há quem joga melhor e esteja atrás. Na Libertadores, aí sim, e na Copa do Brasil também. Mas jogar melhor é subjetivo. Uma coisa é jogar bonito, outra é melhor. Mas aceito a opinião dele. Para mim, o melhor futebol é do Flamengo”, afirmou Jorge Jesus, na entrevista coletiva após a classificação.

Após vencer o Palmeiras, Renato Gaúcho exaltou a sua equipe e afirmou que o Grêmio jogava o melhor futebol do Brasil. “Foi uma partida épica, de raça. O Grêmio gosta de ganhar, gosta da bola, de agredir. Tem, sim, o melhor futebol do Brasil, com resultado. Não ganhou em dois anos e meio seis títulos à toa. A gente respeita todo mundo. Agora, futebol bonito o Grêmio tem, sim. E o aproveitamento é sensacional”, disse.

Pelas semifinais da Libertadores, o primeiro jogo entre Flamengo e Grêmio acontecerá em Porto Alegre – ainda não está se decidido se em 1.º ou 2 de outubro. O duelo de volta está marcado para 22 ou 23 de outubro, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. A Conmebol ainda irá confirmar as datas das partidas.

Para apimentar ainda mais o debate, o Flamengo foi elogiado até mesmo pela Fifa. O Twitter da entidade máxima do futebol mundial parabenizou o “único clube no mundo com 40 milhões de torcedores dentro de seu país” e o “supertime formado por Rafinha, Felipe Luis (escrito de forma errada), Arrascaeta, Everton, Gerson, Bruno Henrique e Gabigol” por garantir a vaga para enfrentar o Grêmio.

* Com informações do Estadão Conteúdo