“Lixeira de ouro”: Gabigol é eleito o pior estrangeiro do futebol italiano

  • Por Jovem Pan
  • 09/01/2018 08h46
Divulgação / InterGabigol fez apenas dez jogos com a camisa da Inter e marcou um gol

A onda de críticas ao desempenho de Gabigol na Europa parece não ter um fim. Desta vez, o jovem atacante, que foi recentemente dispensado pelo Benfica, onde estava emprestado, foi escolhido como o pior estrangeiro do futebol italiano em 2017 pelo “Bidone de Oro” (“lixeira de ouro”, em português), em eleição feita pela rádio italiana RAI.

O brasileiro venceu a votação, feita entre jornalistas na Itália, com larga vantagem contra seus concorrentes. Gabigol recebeu 53,6% dos votos, enquanto o segundo lugar, o argentino Iturbe, ficou com 11,9%.

A saga de Gabigol pela Europa começou logo após os Jogos Olímpicos, em agosto de 2016, quando deixou o Santos e foi contratado pela Inter de Milão pelo valor de 25 milhões de euros. Com a camisa nerazurri, o atacante entrou em campo somente 10 vezes e marcou um único gol.

No começo desta temporada, um ano depois, ele foi emprestado ao Benfica, mas também teve poucas atuações. Foram apenas cinco jogos e também um gol marcado. Devolvido a Inter, Gabigol agora tenta encontrar um novo time para atuar em 2018. Um dos principais interessados é justamente o Santos, time que o revelou em 2013.

Além de Gabigol, outros brasileiros já foram “premiados” com o “Bidone de Oro”. Adriano Imperador é o recordista da eleição, vencendo três vezes. Até melhores do mundo, como Rivaldo, Ronaldinho e Ronaldo, também foram agraciados pela votação.