Mano comemora estratégia do 1º tempo e elogia maturidade do Cruzeiro

  • Por Estadão Conteúdo
  • 24/08/2017 09h42
Mano Menezes chegou a sua terceira final de Copa do Brasil como treinador

Mano Menezes demonstrou alegria e alívio ao fim da vitória do Cruzeiro sobre o Grêmio nos pênaltis, na noite desta quarta-feira (23). O triunfo por 1 a 0 no tempo normal, e por 3 a 2 nos pênaltis, confirmou a estratégia bem-sucedida do treinador para esse jogo decisivo, que deu ao time mineiro a vaga na final da Copa do Brasil.

Ao fim da partida, Mano revelou que sua maior preocupação era levar gol no primeiro tempo. “O Grêmio, em praticamente todos os jogos que fez, marcou gols fora de casa. Tínhamos uma ideia de que o jogo não ia ser resolvido dessa maneira. Marcar gols nesse tipo de jogo é difícil. Preparamos a equipe para não sofrermos gols no primeiro tempo, porque o Grêmio faz muitos gols nos primeiros 45 minutos. Caso acontecesse, se estabeleceria uma grande dificuldade para nós”, declarou o treinador.

Mano comentou que a estratégia já vinha do jogo de ida. E fez questão de destacar a maturidade demonstrada pela equipe nas duas partidas. “Tínhamos que ser maduros para tentar empatar o jogo lá e não tomarmos o segundo gol. Gostei da maturidade da equipe lá. A estratégia para se disputar mata-mata é diferente dos pontos corridos. Passamos por muitas coisas. O Cruzeiro chegou onde chegou porque foi uma equipe madura para enfrentar o Grêmio”, declarou.

O treinador não escondeu que eliminar o rival gaúcho, que também disputa a Copa Libertadores e é o vice-líder do Brasileirão, aumentou a confiança da equipe mineira. “Esse tipo de jogo tem outros ingredientes, leva a tensão ao extremo. Você tem que saber se comportar nessa hora. Às vezes isso restringe até a capacidade de criação dos jogadores, porque você tende a optar pelo mais simples, e um erro pode custar muito caro. O importante é que o Cruzeiro soube jogar todos os jogos da Copa do Brasil até aqui contra grandes adversários e chegou com méritos à final”, afirmou.

Com o resultado, o Cruzeiro garantiu vaga em sua sétima final da Copa do Brasil. Na decisão, vai enfrentar o Flamengo, que eliminou o Botafogo. Será uma reedição da final de 2003, vencida pelo time mineiro, após empate por 1 a 1 na ida e vitória por 3 a 1 no jogo da volta.

O primeiro jogo da nova decisão será no dia 7 de setembro. A volta está marcada para o dia 27 do mesmo mês. O sorteio dos mandos de campo será feito na tarde desta quinta-feira (24), na sede da CBF.