Mattos agradece defesa de Leila, mas não teme saída: “segurança é meu trabalho”

  • Por Jovem Pan
  • 03/07/2017 11h11 - Atualizado em 13/07/2017 13h06
Alexandre Mattos é o diretor de futebol do Palmeiras desde 2015. Ele tem contrato com o clube alviverde até dezembro de 2018

Há cerca de 20 dias, Leila Pereira concedeu entrevista exclusiva ao Esporte Interativo e provocou polêmica ao dizer que, se Alexandre Mattos deixasse o Palmeiras, a Crefisa reveria os investimentos feitos no clube para a contratação de jogadores. A declaração da empresária aumentou a pressão sobre o diretor de futebol – que já vinha sendo constantemente criticado por conselheiros –, mas não lhe deixou preocupado.

Em entrevista exclusiva a Fredy Junior, para a Rádio Jovem Pan, Mattos agradeceu à Leila Pereira pela defesa, disse que “respeita e adora” a presidente da Crefisa, mas deixou claro que não se mantém no cargo apenas porque conta com o apoio dela. De acordo com o dirigente, é o seu trabalho que lhe dá segurança para acreditar que não vai ser mandado embora do Palmeiras.

“Agradeço bastante a ela (pela defesa). Muito obrigado. Já disse isso a ela, inclusive. Agradeço, mas a maior segurança que eu tenho é o meu trabalho, a minha energia, a minha vontade de vencer… Odeio perder. Sofro bastante quando as coisas não saem como o imaginado e, por isso, tento sempre fazer o meu melhor a cada dia aqui no Palmeiras”, afirmou Mattos.

O dirigente negou que esteja de saída do clube alviverde – ele tem contrato com o Palmeiras até dezembro de 2018, mas já enfrenta resistência em algumas alas da diretoria. Os altos investimentos realizados para 2017, somados à queda de rendimento em relação ao ano passado, aumentaram a pressão sobre o diretor de futebol, que, garante, não pensa em abandonar o projeto.

“Acima de tudo, é necessário dizer ao torcedor que eu não estou saindo. Porque começou a se falar muita coisa, e parecia que eu estava saindo. Não, não. Nada entra no Palmeiras. Desde 2015, a Academia é fechada, e a gente tem total liberdade de trabalho. Trabalho este que, obviamente, é encabeçado pelo presidente, que atua com maestria e nos ajuda bastante”.

Ainda sobre a defesa de Leila, Mattos disse não ter se surpreendido com as declarações da empresária. No início do mês passado, ela afirmou em entrevista ao Esporte Interativo que confiava tanto em Alexandre Mattos que, se ele saísse do Palmeiras, iria rever os investimentos feitos no aporte para contratação de jogadores.

“Quem tem de falar sobre essas situações é o presidente do clube. Eu não acompanho questões políticas. Respeito e adoro a Leila. Ela tem uma confiança enorme no projeto Palmeiras e vê que eu sou um trabalhador dando a vida, que eu sofro igual torcedor, que eu dou meu coração e não abro mão de estar presente no dia-a-dia do Palmeiras… Eu penso grande. Para mim, o lugar que eu estou é o melhor do mundo!”, exclamou Mattos.

Bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro, Alexandre Mattos chegou ao Palmeiras em janeiro de 2015. Em dois anos no clube, acumulou mais de 40 contratações e conquistou dos títulos: o da Copa do Brasil, em 2015, e o do Campeonato Brasileiro, em 2016. Para 2017, o foco está todo voltado à Copa Libertadores da América – torneio que o Palmeiras conquistou apenas uma vez na história, em 1999.

CESAR GRECO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO