Meia do Flamengo revela tumor e afastamento por tempo indeterminado

  • Por Jovem Pan
  • 25/07/2017 12h08 - Atualizado em 25/07/2017 12h14
Ederson, meia do Flamengo, revelou estar com um tumor no testículo

Em entrevista coletiva convocada de última hora nesta terça-feira (25), o meia Ederson, do Flamengo, revelou que possui um tumor no testículo, passará por uma cirurgia e ficará afastado do futebol por tempo indeterminado.

“Difícil ter palavras, uma notícia que me impactou muito. Agora, sabendo de tudo, eu, claro, estou triste, porém estou muito tranquilo, ciente dos dias que virão. Será mais uma batalha, venci algumas na vida. Tenho certeza que vou vencer mais essa batalha e voltar o quanto antes para jogar futebol”, declarou o atleta de 31 anos aos jornalistas.

A revelação foi feita ao lado do presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Melo, do diretor de futebol Rodrigo Caetano e do médico do clube Márcio Tannure, que afirmou que a doença foi descoberta após um exame anti-doping dado como positivo.

“A gente suspeitou que pudesse, por todo histórico do atleta, com toda a confiança que a gente tem nele, que isso pudesse ser patologia do atleta”, afirmou o Dr. Márcio.

Eduardo Bandeira de Mello prometeu apoio total ao jogador, além de demonstrar otimismo na sua recuperação e no seu retorno aos gramados: “tenho certeza absoluta que tudo vai dar certo e que ele estará voltando a vestir a camisa do Flamengo. Queria deixar claro o apoio total que o Flamengo vai dar”, disse o presidente.

Com poucos minutos após a revelação do afastamento, a hashtag #ForçaEderson se tornou o assunto mais comentado no Twitter pelo Brasil.

Dono da camisa 10 do Flamengo desde 2015, Ederson atuou em apenas 38 jogos e marcou quatro gols. A baixa participação se deve a três lesões que sofreu nos últimos dois anos, a última delas deixando-o fora de campo por 10 meses.