Messi marca, Argentina vence com tranquilidade e afunda o Brasil na crise

  • Por Jovem Pan
  • 15/11/2019 15h58
Reprodução/AFALionel Messi marcou o gol da vitória da Argentina sobre o Brasil

A Argentina venceu a seleção brasileira por 1 a 0, nesta sexta-feira (15), em amistoso realizado na Arábia Saudita, em Riad. Lionel Messi, de pênalti, marcou o único gol do jogo.

Logo no início do embate, Gabriel Jesus desperdiçou uma cobrança de pênalti. Na sequência, Messi converteu a sua oportunidade e deu mais tranquilidade à seleção argentina, que foi soberana na partida e controlou os comandados de Tite.

Com o resultado, o Brasil soma a sua quinta partida consecutiva sem vencer – a pior sequência desde 2001. Já a equipe treinada por Lionel Scaloni chega ao seu sexto confronto sem perder.

Na próxima terça-feira (19), a Canarinho enfrenta a Coreia do Sul, em Abu Dhabi. Os “hermanos”, por sua vez, jogam contra o Uruguai, em Israel, na segunda-feira (18).

Argentina controla o jogo após gol de Messi 

A partida começou agitada na Arábia Saudita! Pressionando e ganhando a maioria das divididas, o Brasil estava melhor e chegou primeiro com Gabriel Jesus, que recebeu de Paquetá e bateu fraco, direto para as mãos do goleiro. Na sequência, aos 8, Roberto Firmino roubou a bola no ataque e deu para Jesus, que foi derrubado dentro da área por Pezzella. Na cobrança da penalidade, o camisa 9 acabou tirando demais e chutou para fora, ao lado da trave de Andrada.

Quatro minutos depois, a Albiceleste contou com a estrela de seu craque para tirar o zero do marcador. Messi arrancou pela direita e sofreu pênalti de Alex Sandro. Na batida, ele parou em Alisson, mas pegou o rebote para fazer o seu gol de número 69 pela Argentina.

Atrás no marcador, o Brasil passou a ter ainda mais a bola, mas pouco incomodou o arquirrival. Lento na troca de passes, com pouca movimentação e sem jogadas individuais, a seleção parou no 4-4-2 armado pela Argentina, que quase ampliou em duas finalizações de Messi – uma bloqueada por Militão e outra defendida por Alisson.

Conservador, Tite não muda o panorama da partida e Brasil segue no marasmo

Tite voltou do intervalo lançando Coutinho na vaga de Lucas Paquetá, que não agradou na etapa inicial. Em seguida, o treinador colocou Fabinho e Renan Lodi nos lugares de Arthur e Alex Sandro. Ousando pouco, o técnico não conseguiu tirar a seleção brasileira da morosidade.

Em 25 minutos do segundo tempo, o Brasil seguiu com mais posse de bola, mas continuou sem dar um chute perigoso ao gol defendido por Andrada. Ao contrário disso, os “hermanos” assustaram com chute de Ocampos por cima da meta, além de batida de falta de Messi, que fez Alisson trabalhar.

Rodrygo estreia, mas não evita derrota da seleção brasileira

Talentoso atacante do Real Madrid, o jovem Rodrygo fez a sua estreia pela seleção verde e amarela aos 26 minutos. A joia revelada pelo Santos, no entanto, pouco participou do embate, que passou a ser ainda mais dominado pela Argentina.

Nos minutos finais, González, Paredes, Lautaro Martínez e Guido Rodríguez tiveram chances claras, mas as desperdiçaram. A Argentina terminou o jogo com 14 finalizações contra apenas 5 do Brasil.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 0 X 1 ARGENTINA

Brasil: Alisson, Danilo, Éder Militão, Thiago Silva e Alex Sandro (Renan Lodi); Casemiro (Wesley), Arthur (Fabinho) e Lucas Paquetá (Coutinho), Willian (Rodrygo), Gabriel Jesus (Richarlison) e Roberto Firmino.

Treinador: Tite.

Argentina: Andrada, Foyth, Otamendi, Pezella e Tagliafico; Paredes (Guido Rodríguez), De Paul (Domínguez) e Lo Celso (Acuña); Messi, Ocampos (González) e Lautaro Martínez (Alário).

Treinador: Lionel Scaloni.

Gol: Lionel Messi, aos 12 minutos do 1º tempo (Argentina)

Cartões amarelos: Casemiro, Danilo e Éder Militão (Brasil); De Paul, Tagliafico e Paredes (Argentina)