Na TV, modelo relata estupro: ‘Não ia me expor dessa forma para arrancar dinheiro do Neymar’

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2019 20h04
Reprodução/SBTImagem de reprodução da entrevista no SBT

A mulher que acusa Neymar de estupro confirmou em entrevista exclusiva ao SBT, na noite desta quarta-feira (5), que foi estuprada e agredida por ele. Segundo Najila Trindade Mendes de Souza, em certo momento, ela pediu que o jogador parasse com as “carícias consentidas” que trocavam, mas ele continuou e forçou um ato sexual sem preservativos. A mulher ainda negou que tenha a intenção de ganhar dinheiro com a denúncia.

“Acho que teria uma forma mais fácil e mais rápida do que todo esse ‘auê’, todo esse escândalo. Eu não preciso disso. Ir até o Neymar para conseguir dinheiro. Tenho muitos trabalhos, muitas coisas para fazer. Não ia me expor dessa forma, não tem lógica, não tem sentido. Par arrancar dinheiro do Neymar. Desculpa, não preciso disso”, afirmou.

Ao ser questionada se teria alguma preocupação sobre o que toda essa repercussão poderia causar na carreira do jogador, respondeu que sabe apenas o que aconteceu para ela.

“Ele me fez muto mal e eu estou muito traumatizada até hoje por isso. Quero que ele pague pelo que ele fez. Eu tenho consciência do que aconteceu para mim. Uma questão de honra. Ele não precisava ter feito aquilo comigo. Eu já estava ali para aquilo.”

Início da agressão

A jovem narrou que a agressão começou por conta do uso da camisinha. Segundo ela, Neymar não queria usar preservativo. “Eu falei ‘você trouxe preservativo, porque eu não tenho’, e ele disse não. ‘Então não vai acontecer nada além disso’. Ele não disse nada, ele me virou, cometeu o ato, e eu pedi par ele parar. Enquanto ele cometia o ato, ele continuava batendo na minha bunda violentamente”, contou.

Segundo a modelo, ela tinha inicialmente “o desejo de ficar com o Neymar”. Relatou que estava tudo bem quando chegou a Paris, porém, quando encontrou o jogador, ele estava muito agressivo, “totalmente diferente daquele cara que eu conheci nas mensagens. Como tinha muita vontade de ficar com ele, pensei ‘ok’.”

A modelo relatou que eles começaram a trocar carícias e beijos, e ele a despiu — tudo, até aquele momento, de forma consensual. Porém, ele teria começado a bater nela.

“No começo eu deixei, depois começou a doer. Eu mandei parar. Ele disse: ‘Desculpa, linda’. Eu falei ‘para, para, não, para”‘. Ele não se comunicava muito, ele só agia.”

Ida a Paris

A modelo confirmou que Neymar pagou todos as despesas de passagem e hotel de sua viagem a Paris e que o início da conversa aconteceu por interesse sexual.

“A gente conversou, eu conversei com ele como uma pessoa comum. Eu queria, era (com) intuito sexual, era um desejo meu. Acho que ficou até claro pra ele isso. Ele perguntou quando eu poderia ir e eu disse: ‘no momento eu não posso, por questões financeiras’. Também por questão da minha agenda, meu trabalho, enfim. Daí ele sugeriu: ‘eu posso resolver isso’.”

Preconceito do advogado

A jovem afirmou também que seu primeiro advogado não acreditou em sua versão, motivo pelo qual sentiu preconceito por parte do profissional.

“Primeiro que ele não tava acreditando totalmente em mim. Senti preconceito da parte dele. Ele disse para mim que tinha que cortar a unha, que ia levar isso para frente. Deu a entender que ‘você não foi estuprada, deu porque quis, você fez porque quis, então vou isentar essa parte, não vou colocar essa parte’.”

A moça ainda relatou que não tentou em momento algum extorquir a família Neymar. “Eu comecei a desconfiar disso porque ele [advogado] não deixava eu dar queixa.”

Imagem divulgada

Mais cedo, o programa “Cidade Alerta”, da Record, divulgou a primeira imagem da suposta briga entre a modelo e Neymar. O pai do jogador entrou em contato com a emissora e defendeu novamente o filho.

“As imagens por si só mostram. Está nos autos o vídeo, um vídeo que foi printado, e a gente mesmo já está sabendo e esse vídeo só vai provar que o Neymar que foi agredido. Ela provoca uma agressão nele para ver se ele pudesse revidar. Ai ele percebe que o que estava acontecendo era uma armação, uma armadilha. Você vê que ele se joga para trás na cama, era uma garrafada que ele ia levar”, afirmou Neymar pai.