‘Nova força’, Brasil mais do que dobra títulos de Copa América durante seca argentina

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2019 19h00 - Atualizado em 07/07/2019 19h03
Yuri Edmundo/EFEA Seleção Brasileira faturou o seu nono título de Copa América - o quinto apenas nos últimos 30 anos

Mais do que garantir a perfeição como mandante em Copas América, o título deste domingo, conquistado diante do Peru, no Maracanã, ajudou a Seleção Brasileira a se afirmar como a maior força recente do torneio continental.

Embora amargasse 12 anos de seca e tivesse sido eliminado precocemente em 2011, 2015 e 2016, o Brasil se consolidou, após o triunfo deste domingo, como o País com o maior número de títulos de Copa América nos últimos 30 anos.

De 1989 para cá, foram seis conquistas brasileiras contra duas argentinas, duas uruguaias, duas chilenas e uma colombiana em 13 edições do torneio.

A dominância canarinho se torna ainda maior quando se observa a situação da Argentina. Desde 1993, quando a seleção albiceleste conquistou o seu último título, foram cinco taças da Seleção Brasileira em dez Copas América (1997, 1999, 2004, 2007 e, agora, 2019).

Isto significa dizer que, durante a seca argentina, o Brasil mais do que dobrou o seu número de títulos na principal competição do continente – até 1993, a Seleção verde-amarela tinha apenas quatro taças; agora, conta com nove.

No retrospecto geral, porém, o Brasil segue estático. O Uruguai ainda é o país com mais títulos de Copa América (15), seguido pela Argentina (14) e, aí sim, a Seleção Brasileira (9). Paraguai (2), Chile (2), Peru (2), Colômbia (1) e Bolívia (1) completam a lista de campeões em 46 edições do torneio.

Ranking da Copa América até 1993 – ano do último título da Argentina

Argentina – 14 títulos
Uruguai – 13 títulos
Brasil – 4 títulos

Ranking da Copa América até 2019

Uruguai – 15 títulos
Argentina – 14 títulos
Brasil – 9 títulos