Oswaldo de Oliveira é demitido do Fluminense após atrito com Ganso

  • Por Jovem Pan
  • 27/09/2019 11h48
ANDRé MELO ANDRADE/MYPHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOOswaldo de Oliveira não é mais o treinador do Fluminense

Oswaldo de Oliveira não faz mais parte do planejamento do Fluminense para a temporada 2019. O treinador foi demitido pelo time carioca nesta sexta-feira (27) após o empate com o Santos, na noite de ontem, marcado pela forte discussão com o meio-campista Paulo Henrique Ganso.

Ganso e Oswaldo protagonizaram cenas lamentáveis durante a partida realizada no Maracanã. No momento em que o treinador resolveu substituí-lo, aos 16 do segundo tempo, Ganso não pareceu nada feliz e não foi cumprimentar Oswaldo. Quando se encaminhava para o banco de reservas, o meia falou ao técnico: “Você é burro pra caralho” e “Vai tomar no…”. Oswaldo não deixou barato e chamou Ganso de vagabundo.

Xingado por parte da torcida, Oswaldo também mostrou o dedo do meio a um dos torcedores ao deixar o campo.

Depois das polêmicas, Oswaldo de Oliveira chegou a conceder coletiva de imprensa. Hoje, no entanto, a diretoria do Fluminense optou por desligar o técnico, que teve curta passagem pelas Laranjeiras.

Contratado no final de agosto, Oswaldo chegou para substituir Fernando Diniz e ficou apenas 39 dias no comando do Tricolor. Ao todo, em sete partidas, ele obteve 2 vitórias, 2 empates e 3 derrotas – aproveitamento de 38,1%.

Esta foi a terceira passagem de Oswaldo pelo Fluminense. Na primeira, o técnico conseguiu colocar o time na semifinal do Campeonato Brasileiro de 2001, mas acabou sendo demitido no ano seguinte. Já a segunda foi marcada por polêmica com o atual vice-presidente do clube, Celso Barros, à época presidente da patrocinadora Unimed/Rio.

O Fluminense está na 16ª posição do Brasileirão, com 19 pontos somados até o momento.