Palmeiras vence Atlético-GO com 3 gols e tem vantagem na liderança do Brasileirão

Com a vitória, time paulista já soma 28 pontos, sendo três a mais que o vice-líder Atlético Mineiro

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2021 18h56
Reprodução/Twitter/Palmeiras/18.07.2021Palmeiras venceu o Atlético-GO e lidera o Campeonato Brasileiro

O Palmeiras segue firme na liderança do Campeonato Brasileiro e completou sua sexta vitória consecutiva na competição. Sempre com o controle da partida, a equipe de Abel Ferreira venceu o Atlético-GO por 3 a 0, em Goiânia, neste domingo, 18. Os gols foram marcados por Éder (contra), Scarpa e Breno Lopes, os dois últimos saíram nos minutos finais da partida. Em todas as competições, o Palmeiras soma sete vitórias seguidas e mostra que novamente será candidato aos títulos que disputa. O time paulista chegou aos 28 pontos, com três de vantagem sobre o vice-líder Atlético Mineiro. Já o Atlético-GO tem 15 e é o 11º colocado. Neste domingo, o técnico Abel Ferreira fez sete mudanças em relação ao time que venceu a Universidad Católica na Copa Libertadores. A intenção foi poupar aqueles que vinham de uma sequência grande, como Marcos Rocha, Danilo, Breno Lopes, Deyverson. Mesmo com as alterações, o time sofreu pouco na partida e mostrou uma das principais características da campanha: a objetividade e o grande poder de finalização.

Uma das novidades foi a escalação de Dudu, que começou entre os titulares. O atacante fez sua primeira partida como titular desde 10 de maio, quando jogou pela última vez no Al Duhail, do Catar. Com menos de um minuto, o atacante cruzou e contou com o desvio de William Maranhão para exigir grande defesa do goleiro Fernando Miguel. Esse foi um dos poucos momentos em que teve participação decisiva no jogo. Ainda em fase de adaptação, Dudu foi discreto. O Palmeiras conseguiu neutralizar a grande arma do Atlético: o contra-ataque. Assim que perdia a bola, volantes e até os meias marcavam para tentar recuperá-lo. Por outro lado, o Palmeiras não teve espaço para jogar do jeito que gosta: transição rápida para o ataque com objetividade. Os dois times tiveram dificuldade para construir as jogadas. Com isso, as chances de gols foram raras. Aos 28, André Luís fez fila dentro da área do Palmeiras, mas não conseguiu finalizar. Minutos depois, Zé Rafael arriscou de fora da área.

O Atlético-GO viveu um dilema: sair para jogar, mas sem dar espaços para os contra-ataques do rival. A arapuca palmeirense estava armada com Dudu e Wesley, um de cada lado, e William jogando centralizado. A armadilha desarmou aos 13 minutos. Sempre pelos lados do campo, Veiga lançou Wesley em um dos poucos momentos em que teve espaço. No cruzamento rasteiro, Willian dividiu com o zagueiro Éder, que fez gol contra: 1 a 0. Com a vantagem no placar, Abel Ferreira tratou de poupar mais jogadores para o confronto da Libertadores. E se fechou para finalmente tentar jogar no contra-ataque. Esse recuo fez o time correr riscos de sofrer o empate. Aos 40 minutos, Arthur Gomes cobrou falta que exigiu grande defesa de Weverton. Mesmo pressionado, o Palmeiras matou o jogo em dois contra-ataques na reta final da partida.Após lançamento para Deyverson, que partiu ainda do seu campo, Scarpa fez o segundo, mesmo desajeitado, cabeceando na pequena área. Três minutos depois, em novo contra-ataque, foi a vez de Breno Lopes finalizar. As duas assistências foram do atacante Deyverson, que entrou no segundo tempo e começa a mostrar também tem condições de ser titular.

*Com informações do Estadão Conteúdo.