Bandeira descarta Guerrero no Palmeiras: “acho que fica no Flamengo por muito tempo”

  • Por Jovem Pan
  • 26/04/2018 17h54
André Mello Andrade/ Estadão ConteúdoEduardo Bandeira de Mello é o presidente do Flamengo

Apontado como possível reforço do Palmeiras, Paolo Guerrero não deixará o Flamengo. Foi isso, pelo menos, o que afirmou o presidente rubro-negro. Em entrevista exclusiva ao repórter Rodrigo Viga, da Rádio Jovem Pan, Eduardo Bandeira de Mello disse que trabalha para renovar com o peruano e garantiu que ele não sairá do clube carioca nos próximos meses.

Questionado se havia chances de Guerrero se transferir para o Palmeiras, Bandeira foi enfático: “não! Eu acho que o Guerrero vai ficar no Flamengo por muito tempo. O contrato dele termina em agosto, mas já estamos tratando disso.”

Flagrado em exame antidoping no fim do ano passado, Paolo Guerrero foi suspenso por seis meses e estará livre para voltar a jogar no dia 3 de maio. Ele foi liberado para voltar a usar as instalações do Flamengo em março e, desde então, trabalha para se recondicionar fisicamente.

O atacante pede um aumento salarial para seguir no clube, que, por sua vez, pretende reduzir os valores para estender o vínculo.

“Componente político” em protestos

Alvo de protestos no embarque e desembarque do Flamengo para a partida contra o Santa Fé, na Colômbia, pela quarta rodada da Libertadores, Eduardo Bandeira de Mello minimizou a pressão feita por parte da torcida rubro-negra.

Segundo ele, “existe um componente político” nas manifestações dos torcedores – 2018 é ano de eleição presidencial no clube.

“Tem uma série de coisas”, afirmou o mandatário. “A gente tem que trabalhar muito, mas é claro que existe um componente político (nos protestos). Em ano eleitoral, isso é comum em todos os clubes”, finalizou.