Depois de outra atuação exemplar, problema do Palmeiras é controlar clima de “já ganhou”

  • Por Jovem Pan
  • 04/04/2018 08h57
Twitter/ PalmeirasRoger prometeu controlar excesso de empolgação no vestiário

Até semana passada, o Palmeiras tinha duas atuações que eram apontadas como exemplo para o resto da temporada: diante do São Paulo e do Novorizontino, a equipe tinha mostrado o estilo de jogo ideal planejado pelo técnico Roger Machado. Mas faltava regularidade para repetir isso mais vezes. Agora a consistência parece ter sido alcançada: o Verdão manteve um alto nível de atuação em duas partidas seguidas: primeiro contra o Corinthians e, nesta terça-feira, na vitória tranquila sobre o Alianza Lima. A nova dificuldade é controlar o excesso de confiança que isso pode gerar.

O técnico Roger Machado contou que tenta evitar o clima de “já ganhou” antes do segundo jogo da final do Campeonato Paulista, contra o Corinthians: “isso não entra no vestiário. Eu sei que os atletas veem muita coisa, tem as mídias e tem o otimismo do torcedor. O otimismo do torcedor a gente quer sempre, agora o clima de já ganhou, de que a vantagem é muito grande, isso a gente não trabalha. Se a gente perceber isso dentro do vestiário, vai atuar para que não aconteça”

Pelo menos no discurso os jogadores do Palmeiras também mostraram cautela. Imediatamente após a partida eles já começaram a pensar no clássico contra o Corinthians: “temos quatro dias para recuperar. É descansar depois dessa bela vitória. Agora é focar, porque temos uma partida muito importante”, pediu o zagueiro Antônio Carlos.

O atacante Miguel Borja também falou na possibilidade de ser campeão no domingo (8), mas com cobrança: “tenho que seguir trabalhando, porque falta muito. Quero fazer muita historia por aqui e ser campeão. Vamos descansar porque tem clássico no domingo”.

O clássico decisivo entre Palmeiras e Corinthians será às 16h (de Brasília) de domingo. O Verdão entre com vantagem, pois venceu o primeiro jogo por 1 a 0.