Deyverson se desculpa com torcida e presidente do Palmeiras, mas diz: ‘Se falar que não vou mais errar, é mentira’

  • Por Jovem Pan
  • 25/02/2019 16h15
César Greco/Agência Palmeiras/DivulgaçãoPor expulsão contra o Corinthians, Deyverson foi multado R$ 350 mil pela diretoria do Palmeiras e seis jogos de suspensão no Paulistão

Após se envolver em mais uma polêmica durante o fim de semana, ao ter um vídeo vazado dizendo que estava a caminho do futebol chinês mesmo depois de ter comunicado a sua permanência no Palmeiras, Deyverson concedeu entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (25), na Academia de Futebol, para esclarecer o caso.

No entanto, a conversa com os jornalistas acabou sendo um breve pronunciamento, onde o atacante alviverde assumiu os erros cometidos recentemente, como a expulsão no Dérbi, e pediu desculpas. “Antes de tudo quero vir aqui pedir desculpa ao presidente, ao Palmeiras e aos torcedores por algumas coisas que vim cometendo e que não agradou”.

Apesar de se mostrar arrependido, Deyverson não garantiu que os erros vão acabar, já que ele é “humano”. “Cometi um erro contra o Corinthians, com o Richard, e tive oportunidade de ligar e falar com ele, pedir desculpa. Foi um erro grave. Se eu falar que não posso cometer outro erro é mentira. Me arrependi muito, Palmeiras sofreu bastante, meus companheiros minha família. Infelizmente acontecem coisas que não podemos voltar atrás. Posso errar, sim. Sou ser humano. Mas me arrependo e me dói muito”

Sobre o vídeo vazado no último domingo (24), Deyverson garantiu que ele foi enviado a um grupo de amigos em um outro momento. “Esse vídeo surgiu de um grupo de amigos que tinha confiança e não tenho mais. Pensava que todos eram amigos, mas um amigo fez com que vazasse. Não era de agora. Era uma brincadeira não tão agradável com os torcedores”.

Já em relação a negociação frustrada com o Shenzhen FC, da China, o atacante disse que optou por continuar no Palmeiras pela gratidão ao clube. “Eu conversei com a minha família, devo muito ao Palmeiras. Quando cheguei fui muito criticado e dei a volta por cima. Queria sair pela porta de frente e não como ia sair. Optei por ficar, pois amo o Palmeiras”.