Em jogo sem TV, Palmeiras cede empate ao CSA em Maceió

  • Por Jovem Pan
  • 01/05/2019 19h03
CARLOS EZEQUIEL VANNONI/ELEVEN/ESTADÃO CONTEÚDOO CSA empatou com o Palmeiras em Maceió

Em jogo sem qualquer transmissão televisiva, o Palmeiras começou bem, mas acabou cedendo o empate ao CSA, por 1 a 1, nesta quarta-feira (1), no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela segunda rodada do Brasileirão. O técnico Luiz Felipe Scolari mandou a campo uma formação com apenas um titular, Deyverson.

Os titulares Weverton, Luan, Gustavo Gómez, Felipe Melo, Bruno Henrique, Gustavo Scarpa, Zé Rafael e Dudu sequer viajaram para Maceió. Se o Palmeiras não tinha seus titulares, o CSA tinha um reforço de peso nas arquibancadas. A atacante Marta, torcedora mais famosa do time, era uma das mais empolgadas no estádio.

“Estou muito emocionada com tudo isso. Feliz por viver este momento”, disse ela à imprensa, momentos antes do início da partida. “O ano passado foi emocionante”, completou a jogadora, se referindo à subida do time para a Série A. “Mas acredito que este será ainda mais”, completou.

Em campo, os jogadores do CSA assistiram ao Raphael Veiga abrir o placar para o Palmeiras, após cruzamento de Hyoran, aos nove minutos do primeiro tempo. Com maior domínio de bola, a equipe paulista não teve dificuldades para garantir o placar na primeira etapa.

Em seu único lance de perigo, o CSA quase marcou com o meia Matheus Savio, que acertou a trave, aos 26 minutos – dois minutos depois de entrar no time da casa, no lugar de Maidana.

Em um jogo tranquilo – o árbitro de vídeo (VAR) nem precisou ser acionado -, os times voltaram para o segundo tempo mais abertos. O Palmeiras seguia melhor, criava oportunidades no ataque, mas não “matava” o duelo. O segundo gol parecia perto. Mas foi o time da casa que acabou balançando as redes.

Aos 17 minutos do segundo tempo, o meia Matheus Savio empatou o jogo, depois de escanteio cobrado por Madson. “Esse ponto é muito importante para a gente. Agora é manter esse ritmo e conquistar vitórias”, disse o jogador, depois da partida.

Ao fim do duelo, os jogadores do Palmeiras saíram de campo contrariados. “A gente veio no intuito de vender, mas acabamos tomando um gol numa bobeira nossa”, lamentou o volante Thiago Santos.

Seu colega Edu Dracena justificou o empate pelas condições do gramado e pelo calor de Maceió. “[O resultado] não é o que a gente queria. A gente veio aqui com o intuito de vencer. Mas a obrigação era deles de ganhar”, disse. “Mas vamos em busca do campeonato”, completou.

*Com Estadão Conteúdo