Felipão alcança recorde defensivo de Roger Machado no Palmeiras e vê atuação segura de Gómez

  • Por Jovem Pan
  • 13/08/2018 10h32
Palmeiras/ DivulgaçãoGómez fez um gol anulado incorretamente

Sob comando de Roger Machado, o melhor momento defensivo do Palmeiras aconteceu em março deste ano, quando o time ficou 5 jogos sem sofrer gol. Agora, com Felipão, a equipe já conseguiu igualar essa marca e ainda ganhou uma boa notícia, a boa atuação do recém-contratado Gustavo Gómez.

A primeira partida desta sequência sem gols sofridos aconteceu com pouca interferência de Felipão. Foi na vitória por 3 a 0 contra o Paraná, quando ele já tinha sido contratado, mas deixou o comando para o interino Wesley Carvalho. Depois aconteceu o empate por 0 a 0 com o Bahia, quando Felipão participou da montagem do time e deu orientações para auxiliares por rádio. A reestreia do técnico no banco de reservas aconteceu em mais um empate por 0 a 0, desta vez com o América-MG. E depois vieram duas vitórias sem sofrer gols, contra Cerro Porteño (2 a 0) e Vasco (1 a 0).

Isso é importante porque Felipão mudou a forma de marcação do Palmeiras. Antes a equipe se defendia totalmente por zonas, com os jogadores guardando posição. Agora a equipe tem mais ataques individuais, perseguições aos adversários e muita intensidade. Boa parte do elenco atual marcava desta forma sob comando de Cuca e talvez por isso tenha acontecido uma adaptação rápida.

E a melhor notícia é que o Palmeiras usou inclusive reservas nestas 5 partidas. Mesmo sem os titulares nos jogos contra América-MG e Vasco, o Verdão se segurou bem atrás. E quem entrou bem neste contexto é Gustavo Gómez, que foi contratado junto ao Milan e chegou jogando bem. Não teve nenhum grande momento de destaque, mas foi seguro quando necessário na defesa. E quando subiu para o ataque, chegou a fazer um gol, mas o lance foi anulado incorretamente.

Outros reservas do sistema defensivo também merecem destaque. É o caso de Thiago Santos, que foi bem contra o Vasco e é uma sombra para Felipe Melo. E no gol há tranquilidade, pois Wéverton ganhou a posição recentemente, se destacou, mas saiu reclamando de dores contra o Vasco. Quem entrou no lugar dele, Jailson, tem todas condições de manter o bom nível.

Com essa adaptação rápida e um elenco rico em opções, Felipão não deve ter muitas preocupações defensivas. O desafio será criar soluções no ataque.