Felipão se nega a falar sobre ameaças e avalia momento como ‘razoável’

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2019 21h58
Palmeiras/ DivulgaçãoFelipão

O técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari, comentou o momento do Palmeiras após a pausa para a Copa América. O Verdão vive um momento conturbado e até passou por protestos da torcida na porta do CT no último sábado (3).

Tropeçamos na Copa do Brasil passou a ser bom. Depois da Copa América, dá para dizer que somos razoáveis. Não atingimos o mesmo índice. Temos condições de fazer de novo. É tranquilidade. Eu não posso levar para dentro do meu grupo de trabalho o espírito de negatividade. Calma, temos que trabalhar. Eu não entendo como algumas pessoas não conseguem entender isso. Mas se já produziu, pode produzir mais”, iniciou Felipão

“Eu vejo a minha equipe, o Palmeiras, melhorando dia a dia. Não foi bem nos primeiros vinte dias depois da Copa América, mas os últimos três jogos não tenho nada a cobrar, a não ser posicionamento de bola aérea que não acontecia. A mensagem que eu deixo é essa. É aquilo que eu dizia. Eu dizia, com nove rodadas, já falavam que ganhamos o campeonato, mas tinham setenta pontos para disputar. Tem muito ponto, muita coisa vai acontecer, calma. Temos uma boa equipe, recebendo o Vitor Hugo, o Luiz Adriano amanhã, o Dourado, que vem se recuperando. Então está ótimo, devagar vamos chegando”, concluiu.

Ao ser questionado sobre as manifestações do último sábado em que houve até ameaça de morte por parte de um grupo contra a sua pessoa, o treinador resumiu.

‘Sobre a manifestação, nada a falar”, disse.