Galvez conhece jogadores do Palmeiras e visita Allianz Parque antes de voltar ao Acre

  • Por Jovem Pan
  • 14/01/2019 19h45 - Atualizado em 14/01/2019 19h51
Divulgação SEP Weverton, natural de Rio Branco, capital do Acre, recebeu a delegação do Galvez na Academia de Futebol

Um dia após serem eliminados da Copa São Paulo de Futebol Júnior e receberem ajuda do Palmeiras para retornarem ao Acre, comissão técnica e jogadores do Galvez conheceram a Academia de Futebol, onde foram recebidos pelo goleiro Weverton, que é natural de Rio Branco, capital do Acre, e visitaram o Allianz Parque.

O drama do time acreano veio à tona neste último domingo (13), momentos antes de a bola rolar para o duelo contra o Verdão pela terceira fase da principal competição de futebol de base do país. O técnico Oziel Moreira disse em entrevista ao Sportv que o Galvez não tinha condições financeiras para voltar para a casa e fez um apelo.

“Se a gente tivesse um pouquinho de apoio dos acreanos, a gente estaria mais na frente. A maioria só quer saber de criticar. A gente não tem passagem para voltar, queria pedir desculpas para o povo do Acre por não conseguir levar o time para a quarta fase. A gente tinha passagem se fosse eliminado na primeira fase, mas só temos direito a 30%”, revelou.

Como não tinha expectativa de passar da primeira fase da Copinha, o clube do Acre comprou passagens aéreas para o dia 10, um dia após a última partida. Mas o Galvez surpreendeu e avançou ao mata-mata. Na segunda fase, eliminou a Desportiva-ES e reencontrou o Palmeiras na sequência, onde foi eliminado.

A situação exposta pelo comandante do Galvez comoveu a todos e o Palmeiras se solidarizou. Mas, além de custear a viagem do adversário para a casa, cerca de R$ 40 mil, o clube ofereceu um “tour” por seu centro de treinamento e arena, e cedeu materiais esportivos ao time acreano, como chuteiras e bolas.

A visita

Antes de ir até o Allianz Parque, o ônibus que trouxe a delegação acreana – cedido pela Prefeitura de Capivari, cidade onde o time estava atuando – passou pela Academia de Futebol, onde conheceram alguns jogadores do Palmeiras.

Depois, já na arena, foram até vestiários, gramado (onde tiraram fotos ao lado do troféu da Libertadores da América), camarotes e sala de imprensa. Subiram ao campo pela mesma escadaria que os jogadores utilizam.

“Não dá nem para acreditar, até arrepia”, disse o atacante Erick, de 19 anos, autor de três gols na competição, enquanto entrava no vestiário da arena palmeirense. “Isso aqui é um sonho, imagina lotado então!”, afirmou o também atacante Adriano, de 19 anos.

O Galvez retorna para a casa na noite desta segunda-feira (14). Primeiro, vai de São Paulo até Brasília. De lá, seguirá mais três horas de viagem rumo a Rio Branco.

Com informações de Agência Estado