Ganhou mais uma, Mano! Palmeiras bate Cruzeiro, passa Santos e é o novo vice-líder

  • Por Jovem Pan
  • 14/09/2019 20h53
Ricardo Moreira/Estadão ConteúdoBruno Henrique fez gol, e o Palmeiras venceu o Cruzeiro no Allianz Parque

Esqueça o Palmeiras que não vencia no Campeonato Brasileiro após a parada para a Copa América. Neste sábado, o time alviverde confirmou o bom momento após a troca de Felipão por Mano Menezes e emendou o terceiro triunfo consecutivo na competição nacional. Bruno Henrique balançou as redes, e o 1 a 0 sobre o turbulento Cruzeiro garantiu a manutenção do 100% de aproveitamento após a chegada do novo treinador.

O resultado também fez o Verdão ultrapassar o Santos e assumir a segunda posição do Brasileirão, com 39 pontos. O líder Flamengo tem 42, e o Peixe, agora terceiro colocado, conta com 37. O Cruzeiro, por sua vez, perdeu a terceira seguida sob o comando de Rogério Ceni e estacionou no 16º posto, com 18 pontos. Há chances de o time mineiro encerrar a rodada, e, consequentemente, o primeiro turno, dentro da zona de rebaixamento.

Palmeiras e Cruzeiro voltam a campo no próximo fim de semana. No sábado, o time celeste encara simplesmente o líder Flamengo, às 17h (de Brasília), no Mineirão. Já no domingo, às 16h, a equipe alviverde desafia o Fortaleza, no Castelão.

Milagres de Weverton e gol de Bruno Henrique marcam 1º tempo

A etapa inicial foi um tanto quanto morna no Allianz Parque. Dois momentos, no entanto, merecem destaque. Aos 5min, Pedro Rocha finalizou de fora da área e obrigou Weverton a fazer grande defesa no canto esquerdo. No rebote, o goleiro alviverde também cresceu para cima da David e protagonizou uma das melhores sequências de intervenções do Campeonato Brasileiro. Já aos 45min, Bruno Henrique aproveitou bate-rebate dentro da área e fuzilou para o fundo do gol de Fábio. O Palmeiras, apesar de não brilhar, ia ao intervalo com vantagem no placar.

Thiago Neves entra, mas Palmeiras garante vitória com tranquilidade

O segundo tempo seguiu a mesma toada do primeiro: os dois times pouco inspirados, mas com muita vontade. O resultado foram muitos erros de passes, faltas e poucas chances claras de gol. As melhores investidas foram do Palmeiras, que chegou com perigo em finalizações de Dudu, Gustavo Scarpa, Felipe Melo e Zé Rafael. Na reserva após entrar em conflito com Rogério Ceni e tumultuar os bastidores do Cruzeiro, Thiago Neves foi colocado em campo no lugar de Daivid aos 19min, mas não ajudou o time mineiro a ganhar mais criatividade. No fim, o Palmeiras garantiu o triunfo sem correr nenhum risco.