Jailson minimiza “milagres” em vitória sobre Santos: “não jogo sozinho”

  • Por Jovem Pan
  • 25/03/2018 13h30 - Atualizado em 25/03/2018 13h55
Newton Menezes/FuturaPress/Estadão ConteúdoJailson brilhou e foi o nome da vitória do Palmeiras por 1 a 0 sobre o Santos, no Pacaembu

Um dia depois de conseguir um efeito suspensivo que o liberou para enfrentar o Santos, no último sábado, pela ida da semifinal do Campeonato Paulista, Jailson brilhou e foi o nome da vitória do Palmeiras por 1 a 0, no Pacaembu. O goleiro fez quatro grandes defesas e garantiu o triunfo que dá boa vantagem ao time alviverde para o jogo de volta, na próxima terça-feira, também no estádio municipal.

Após a partida, o camisa 42 falou sobre os “milagres” que frustraram finalizações de Gabigol (duas vezes), Renato e Rodrygo, mas minimizou a importância da sua atuação para o resultado final do clássico.

“A equipe foi a melhor em campo. Não jogo sozinho, não. Estou ali para ajudar, uma pequena parcela. Nossa equipe está de parabéns”, afirmou. “Não adianta ter efeito suspensivo se não treinar no dia a dia com o Prass, com Weverton, com o Daniel Fuzato, com o Oscar e com o Danilo”, acrescentou.

O goleiro ainda reconheceu que errou nas declarações após o clássico contra o Corinthians, em Itaquera, que o fizeram ser punido pelo TJD de São Paulo.

“Agora sem estar bravo, a gente sabe a gente sai de campo nervoso e tenso e acaba falando um monte de besteira. A gente pega de lição isso que aconteceu. Agora vamos ficar quietinhos e trabalhar do mesmo jeito”.

Com Jailson em campo, Palmeiras e Santos voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (27), às 20h30 (de Brasília), no Pacaembu. Um empate leva o time alviverde à decisão do Campeonato Paulista.