Luan admite pressão ‘muito grande’, mas crê em vitória sobre Palmeiras: ‘Temos sorte contra eles’

  • Por Jovem Pan
  • 10/11/2018 15h00
Liamara Polli/Estadão ConteúdoLuan é um dos xodós da torcida do Atlético-MG

De um lado, o líder do Campeonato Brasileiro, invicto há 17 rodadas e com cinco pontos de vantagem para o segundo colocado. De outro, um time que não vence há cinco rodadas, soma três derrotas consecutivas e trocou de técnico há menos de um mês. O momento das equipes dá ao Palmeiras o favoritismo no duelo com o Atlético-MG, no próximo domingo, na Arena Independência. O retrospecto recente e a necessidade de vitória, no entanto, prometem igualar as forças no jogo válido pela 33ª rodada do Brasileirão.

Em entrevista exclusiva ao locutor José Manoel de Barros, da Rádio Jovem Pan, o atacante Luan, do Galo, admitiu que há uma “pressão muito grande” dentro do clube mineiro, mas disse confiar num triunfo diante do líder do campeonato em Belo Horizonte.

“A pressão é muito grande, estamos há muitos jogos sem vencer. Mas é assim mesmo… É esse desafio que nos fortalece e nos deixa motivados para sair com um triunfo. Não tem outra alternativa que não seja vencer o Palmeiras”, afirmou.

“É um jogo importante, difícil, contra o líder do campeonato… Mas a gente precisa vencer. Estamos há cinco jogos sem vitórias, perdemos em casa na última rodada, e isso é complicado. Essa será uma boa chance de provarmos que temos chance de ir à Libertadores. E temos sorte contra o Palmeiras. A gente joga bem contra eles. É focar para vencer. A motivação maior é vencer o líder”, acrescentou.

Luan não exagerou quando disse que o Atlético-MG “tem sorte” contra o Palmeiras. O time alviverde nunca triunfou diante do Galo na Arena Independência desde a reinauguração do estádio, em 2012. A última vez que o time paulista comemorou uma vitória sobre o rival como visitante foi em 2010, em jogo válido pela 17ª rodada do Brasileirão. Na ocasião, a partida ocorreu em Ipatinga.

Atlético-MG e Palmeiras duelam pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro no próximo domingo, às 17h (de Brasília), na Arena Independência. Em má fase, o time mineiro soma três derrotas em três jogos desde a chegada do técnico Levir Culpi e ocupa a sexta posição, com 46 pontos. A equipe alviverde, por sua vez, ainda não perdeu na competição de pontos corridos sob o comando de Felipão e é o líder isolado, com 66 pontos.