O Palmeiras é campeão mundial? Veja provocações, opiniões e a história do torneio de 51

  • Por Jovem Pan
  • 22/07/2019 15h07 - Atualizado em 01/04/2020 12h41
Divulgação/PalmeirasPalmeiras ganhou a Copa Rio de 1951, no Rio de Janeiro

Há exatamente 68 anos, o Palmeiras empatou com a Juventus (Itália) em 2 a 2 no Maracanã e levou o título da Copa Rio. A conquista foi tratada por parte da imprensa da época como um Mundial e é utilizada como argumento em uma das principais discussões sobre futebol no Brasil.

“O Palmeiras não tem Mundial”. Não é difícil encontrar vendedores ambulantes com faixas com esta frase nos arredores dos estádios de Corinthians, São Paulo e Santos. Em debates acalorados sobre o tema, arquirrivais enfurecem a fanática torcida do Palmeiras com o fato do time não ter conquistado o mundo. Nas redes sociais, memes sobre o assunto já se tornaram comuns.

Normalmente, os palmeirenses rebatem e afirmam que o clube é o primeiro a conquistar um Mundial, recordando do campeonato disputado em 1951, no Rio de Janeiro. O Verdão passou da fase de grupos, despachou o Vasco na semifinal e bateu a Juventus (Itália) na grande decisão, em um Maracanã abarrotado.

O assunto esquentou ainda mais quando o Verdão, em junho de 2018, enviou uma carta à Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) pedindo para que o órgão oficializasse o torneio da década de 50 como Mundial.

Mas o Palmeiras é, de fato, campeão mundial? Oficialmente, a Fifa (Federação Internacional de Futebol) não o considera. Atual presidente da entidade máxima do esporte, Gianni Infantino, em visita recente ao Brasil, foi questionado se o Palmeiras era campeão do mundo. O italiano comentou de forma categórica, deixando claro que o Alviverde não é reconhecido como tal.

“O título mundial do Palmeiras… para os milagres, tem que perguntar para outro, não para mim. Não está como tema. Temos que falar do futuro mais que do passado”, disse o italiano.“Já decidimos dar o título de campeão mundial a todos que ganharam a Copa entre Europa e América do Sul desde 1960. E 1951 é um pouquinho mais para trás”, continuou.

Opiniões

Mauro Beting – 68 anos daquele clube que não poderia ser Itália, mas foi todo o futebol brasileiro naquele 22 de julho de 1951. Na conquista da Copa Rio um ano e uma semana depois do ‘Maracanazo’, foi um negócio impressionante. Até porque foram sete jogos; três na fase de grupos; dois na semifinal contra o Vasco e dois diante da Juventus, que havia sido campeã na Itália em 50 e que viria ser campeã em 52.

Você pode até discutir se é Mundial mesmo. Mas você pode ter certeza que foi um torneio muito mais difícil do que todos os outros Mundiais pela qualidade e pelo número de jogos (sete partidas). E foi a primeira vez que o Brasil gritou ‘Brasil’ em uma conquista de um clube. Tanto é que quase um milhão de pessoas foram às ruas de São Paulo no dia seguinte para saudar o campeão da Copa Rio de 51. Se é Mundial ou não, é outra coisa. Mas que é a primeira conquista intercontinental do futebol do Brasil em nível de clube e de seleção é. E também é uma das maiores conquistas do Palmeiras senão a maior. Assista ao vídeo completo acima!

Bruno Prado – Palmeiras tem ou não tem mundial? Para mim, não. Para mim, a Copa Rio, que foi disputada em 51, pelo o que a gente pesquisa e ouve as pessoas que viveram aquele momento, foi importante e teve um peso. Equipes importantes do mundo estiveram no Brasil. A maioria delas campeãs nacionais, como a Juventus, da Itália. Mas não era um título mundial. Era uma competição que foi organizada e teve um peso grande porque foi um ano após a derrota do Brasil na Copa do Mundo, em casa, em 1950. Então teve aquele peso de uma equipe brasileira conquistar uma competição contra times internacionais. Foi uma competição relevante, mas não era um Mundial.

Mundial é outra coisa. Foi organizado de várias maneiras, mas a partir de 1960. A Copa Rio foi uma competição organizada no Brasil, mas não era um Mundial. E até acho que essas brincadeiras acontecem porque o Palmeiras fica pedindo o reconhecimento, mas não é necessário. Se o Palmeiras considera uma competição importante, ótimo. Mas acho muito ruim essa coisa que acontece no Brasil de os times ficarem pedindo ‘pelo amor de Deus, reconheça o meu título’. Não precisa disso! Isso abre caminho para que piadas, mesmo que a competição tenha sido importante na época. Assista ao vídeo completo acima!

Como foi o torneio?

Em 1951, antiga CBD (Confederação Brasileira de Desportos) organizou o primeiro grande torneio internacional de clubes. A ideia era convidar os campeões nacionais dos países que ficaram nas melhores posições da Copa do Mundo de 1950, disputada no Brasil. O planejamento do torneio foi moldado para ter 16 clubes.

Entretanto, times de países como da Espanha e Suécia, por exemplo, não puderam comparecer. Além disso, algumas agremiações recusaram o convite. Assim, apenas oito equipes participaram da Copa Rio 1951, sendo elas: Palmeiras, Vasco, Juventus (Itália), Nice (França), Nacional (Uruguai), Sporting (Portugal), Áustria Viena (Áustria) e Estrela Vermelha (Sérvia).

Divididos em dois grupos de quatro clubes, as equipes se enfrentaram entre si. Os dois melhores ranqueados de cada chave se enfrentaram na semifinal. Em duas partidas, o Verdão passou pelo Vasco, enquanto a Juventus despachou o Áustria Viena.

Já nas finais, ambas realizadas no Maracanã, os paulistas venceram a partida de ida por 1 a 0 e empataram a segunda com os italianos em 2 a 2 para levantar o troféu.

O campeonato foi tratado por alguns veículos de comunicação da época como um torneio Mundial.

Enquete