Palmeiras diz que não chegou a acordo com Globo por ‘diferenças financeiras e conceituais’

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2019 14h26 - Atualizado em 27/04/2019 14h27
ReproduçãoPresidente do Palmeiras, Maurício Galiotte assinou uma nota oficial sobre a polêmica

O Palmeiras divulgou, neste sábado (27), uma nota oficial para explicar por que não chegou a um acordo com a Rede Globo, para ter seus jogos do Campeonato Brasileiro exibidos na TV aberta e também no pay-per-view.

“Há diferenças financeiras e conceituais a superar. Cabe esclarecer que nosso posicionamento está embasado em critérios absolutamente técnicos, com ênfase em audiência, performance esportiva destacada e na relevância da marca Palmeiras, considerando não apenas a evolução dos últimos anos, mas sobretudo a perspectiva para os próximos”, diz um trecho da nota

Para a TV fechada, o Palmeiras fechou acordo com a Turner, assim como fizeram Athletico-PR, Bahia, Ceará, Fortaleza, Internacional e Santos. Caso a situação de impasse persista, a equipe alviverde só terá 12 dos 38 jogos no torneio transmitidos.

Uma dessas partidas televisionadas pela Turner será a estreia contra o Fortaleza, marcada para este domingo (28), às 19 hs (de Brasília), no Allianz Parque. O jogo passará no canal TNT.

O Palmeiras discorda de uma cláusula em que os times que assinaram com a Turner para a TV fechada recebam valores reduzidos nos jogos da TV aberta. A justificativa da Globo é que os torcedores que assistirem aos confrontos no concorrente deixarão de consumir o torneio na TV aberta e no pay-per-view.

“Vale registrar que não há ruptura ou mudança drástica com relação aos valores históricos de remuneração e entendemos que aspectos concorrenciais possam ter tornado o processo de negociação mais complexo”, relata o texto.

A diretoria do Palmeiras exige ainda ter o mesmo número de jogos transmitidos na TV aberta que Flamengo e Corinthians. A Rede Globo pagará o total de R$ 600 milhões para as equipes na TV aberta e R$ 500 milhões na TV fechada. As negociações continuam.

O Palmeiras é o único a ainda não ter entrado em acordo com a empresa, depois de o Athletico-PR ter formalizado contrato recentemente. O clube paranaense, no entanto, ainda não negociou seus direitos de transmissão para os jogos no pay-per-view.

Com Estadão Conteúdo