Paulo Nobre relembra polêmica com Aidar e dispara: ‘Acho que você sabe o que fazer com aquela banana’

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2019 20h30 - Atualizado em 17/03/2019 20h39
César Greco/Agência Palmeiras/DivulgaçãoPaulo Nobre foi presidente do Palmeiras entre 2013 e 2016

O ex-presidente do Palmeiras Paulo Nobre divulgou um vídeo na tarde deste domingo (17) para falar da programação de sua equipe de rally, o Palmeirinha, e aproveitou para comentar e comemorar a vitória do clube que presidiu entre 2013 e 2016 sobre o rival São Paulo, disputado neste último sábado (16), pela 11ª rodada do Campeonato Paulista.

O antigo mandatário alviverde também ironizou o ex-presidente do São Paulo Carlos Miguel Aidar, que em 2014, ao contratar Alan Kardec, então atacante do Palmeiras, provocou o rival ao conceder entrevista coletiva comendo banana e dizendo que o Palmeiras estaria se “apequenando”.

“Esse domingo não poderia ser mais maravilhoso depois do jogo de ontem. Quando o Carlos Eduardo fez aquele golaço, me fez lembrar daquele infeliz dando uma entrevista em 2014, falando do tamanho do Palmeiras e comendo uma banana. Pois é, o mundo é redondo. Acho que você sabe o que fazer com aquela banana, né, meu caro?!”, brincou Nobre.

Relembre a polêmica

O caso envolvendo os ex-presidentes de Palmeiras e São Paulo teve início em 2014, quando o Tricolor atravessou a negociação entre Verdão e Benfica, detentor dos direitos de Alan Kardec. O time do Parque Antártica tinha um acordo com o clube português, mas o rival ofereceu salário maior e convenceu o atleta a debandar para o Morumbi.

Paulo Nobre então criticou a postura são-paulina e Aidar rebateu: “A manifestação do presidente Paulo Nobre chega a ser patética, demonstra infelizmente o atual tamanho da Sociedade Esportiva Palmeiras, que ano após ano se apequena com manifestações dessa grandeza”, declarou em entrevista coletiva, comendo bananas.

Desde então, os times se enfrentaram 15 vezes, com o Palmeiras levando a melhor em 10 oportunidades contra apenas quatro triunfos do São Paulo. Além disso, o Verdão conquistou dois títulos brasileiros (2016 e 2018) e uma Copa do Brasil (2015), enquanto o São Paulo segue em jejum e colecionando vexames.

Paulo Nobre presidiu o Palmeiras até o fim de 2016, quando foi sucedido por Maurício Galiotte, que segue no comando do clube alviverde até hoje. Já Carlos Miguel Aidar renunciou a presidência do São Paulo em outubro de 2015, após várias polêmicas em seu mandato. Em seu lugar assumiu Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.