Presidente do Atlético Nacional cobra R$ 12,6 milhões do Palmeiras por Borja

  • Por Jovem Pan
  • 05/12/2019 14h01
Divulgação/PalmeirasBorja é atacante do Palmeiras desde 2017

Juan David Pérez, presidente do Atlético Nacional, cobrou publicamente o Palmeiras por uma divida referente à contratação do atacante Miguel Borja. Em entrevista coletiva, nesta quinta-feira (5), o mandatário do time colombiano lembrou do valor de 3 milhões de dólares (na cotação atual, cerca de R$ 12,6 milhões) e afirmou que o Verdão foi acionado na Fifa.

“O tema de Miguel Ángel Borja permanece o mesmo. Não recebemos o pagamento no prazo estabelecido e já foi adotado a pedido da FIFA”, disse Pérez.

O Palmeiras adquiriu Miguel Borja em fevereiro de 2017. Na ocasião, o clube pagou cerca de  R$ 34 milhões por 70% dos direitos do centroavante. No contrato realizado junto ao Atlético Nacional, no entanto, existe uma cláusula prevendo que, após dois anos e meio, se não houver venda, o Verdão é obrigado a adquirir os outros 30% do Borja por 3 milhões de dólares.

O Alviverde paulista, por outro lado, não se encontra em bom momento financeiro. Em agosto, por exemplo, a agremiação fechou as contas com um déficit de 33 milhões de reais. Desta forma, a gestão de Maurício Galiotte optou por não quitar a divida com os colombianos.

Enquanto isso, Borja está relacionado para a partida de hoje contra o Goiás, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP), válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.