Presidentes almoçam juntos, e Palmeiras pode negociar jogadores com o Atlético-MG

  • Por Jovem Pan
  • 24/12/2019 15h44
Montagem sobre fotos/Pedro Souza/Atlético-MG/Tiago Queiroz/Estadão ConteúdoO presidente do Atlético-MG, Sérgio Sette Câmara, e o do Palmeiras, Maurício Galiotte, têm boa relação

O presidente do Atlético-MG, Sérgio Sette Câmara, revelou nesta terça-feira, em entrevista à Rádio da Massa, que almoçou com o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, e que há a possibilidade de o clube alviverde negociar alguns jogadores com a equipe mineira.

Um deles é Victor Luís. Reserva de Diogo Barbosa, o lateral-esquerdo de 26 anos interessa ao Atlético-MG. O clube alvinegro, no entanto, pretende trazer atletas do Palmeiras apenas por empréstimo – cenário improvável envolvendo Victor Luís neste momento.

“O ideal é o jogador vir por empréstimo, com passe fixado. Se ele performar, você deposita e compra o jogador. Se não der certo, você devolve o jogador. Vários jogadores que estamos conversando é dessa maneira. Tem que caber no nosso bolso. O Victor Luís é um lateral-esquerdo, teve no Botafogo, é reserva no Palmeiras, é um bom jogador, mas tenho a impressão que o Palmeiras só quer vender, e aí é complicado pra gente. Pela idade do jogador, você tem que ter muito cuidado. Jogador de futebol você tem que olhar igual um carro. Tem que comprar já pensando na revenda, de preferência com um valor maior que você pagou”, explicou.

Outro nome citado foi o de Hyoran. No caso do meio-campista de 26 anos, porém, a probabilidade de sair negócio é maior. “Ele é um grande jogador”, disse Sette Câmara. “O Palmeiras tem muitos bons jogadores. Eu até almocei com o presidente do Palmeiras, que é meu amigo, o Maurício Galiotte, uma pessoa finíssima, um amigo que fiz no futebol. Coloquei pra ele que o Atlético tem interesse em alguns jogadores do elenco dele, que a gente pode estar conversando sobre isso. Ele ficou de dar uma olhada com o Vanderlei (Luxemburgo), que assumiu lá agora, e aí vamos conversar a respeito. Lá tem alguns jogadores que pode ser que venham pra cá”, admitiu.

Donos de torcidas “coirmãs”, Palmeiras e Atlético-MG também têm boa relacão institucional. Entre o fim de 2017 e o meio de 2018, por exemplo, o clube alviverde negociou com o Galo quatro jogadores: Arouca, Róger Guedes, Erik e Juninho. Destes, apenas Guedes, vendido para China, destacou-se, rendendo 4,3 milhões de euros ao Palmeiras e 2,5 milhões de euros ao Atlético-MG.