Rony é apresentado no Palmeiras, revela ligação de Luxa e explica diferença para Dudu

  • Por Jovem Pan
  • 27/02/2020 15h54
Reprodução/Palmeiras Rony é atacante do Palmeiras

Rony, enfim, foi apresentado no Palmeiras. Nesta quinta-feira (27), no CT do clube alviverde, o atacante falou sobre a novela envolvendo o Athletico-PR, contou que recebeu uma ligação de Vanderlei Luxemburgo e externou a vontade de estrear na próxima partida do time, diante do Santos, no próximo sábado (29), no Pacaembu.

Em suas primeiras palavras como jogador do Palmeiras, Rony exaltou a conquista profissional de ser contratado pelo Verdão.

“Uma sensação única. Acho que todas as crianças, quando querem jogar futebol, almejam chegar num clube grande. Eu não seria diferente em sonhar alto, em almejar coisas grandes. Meu sonho era jogar Série A, e hoje eu estou tendo esse privilégio de estar em clube grande. Uma felicidade imensa, uma sensação única de estar agora num clube como o Palmeiras”, afirmou o novo camisa 11.

Rony também foi questionado sobre a polêmica negociação envolvendo Athletico, Corinthians e o próprio Palmeiras. Questionado, ele revelou que Tiago Nunes, treinador da equipe alvinegra, tentou seduzi-lo ao Parque São Jorge.

“Houve, sim, uma ligação dele (Tiago Nunes), a gente conversou. Mas nada de mais. Fiquei feliz por duas equipes grandes me procurando. Antes de entrar o Palmeiras, o Corinthians estava na briga. Aí conhecemos o Anderson Barros desde a época do Botafogo”, falou.

“A respeito disso (posicionamento), ainda não teve essa conversa. Mas ele (Vanderlei Luxemburgo) já me deu boas-vindas. Antes de vir para cá, também conversamos, foi uma conversa saudável, boa. Fico feliz, independentemente de jogar ou não. Uma felicidade que chega a transbordar. Vou procurar mostrar meu trabalho. Eu acredito que ele já saiba a posição que eu gosto de jogar, pelos lados do campo, e botar correria lá na frente. O time precisa disso, dar trabalho para a defesa adversária”, continuou.

Velocista, Rony explicou as diferenças de suas características para as de Dudu, craque do time alviverde. “Tenho característica diferente da do Dudu, não muito diferente. Ele é um pouco veloz também. Um pouco, não, veloz pra caramba. Ele gosta de receber a bola no pé, eu gosto de receber no espaço. É uma briga sadia, dentro do treinamento, cada um buscando seu espaço. Qualquer jogador hoje em dia quer jogar ao lado do Dudu. Ele tem história no clube, vem fazendo história ainda”, comentou.

Vivendo a expectativa de começar a sua trajetória no Palmeiras, Rony aguarda o seu nome aparecer no Boletim Informativo Diário (BID) para estar à disposição do técnico Vanderlei Luxemburgo.