Governo do Paraguai recua e campeonatos não serão retomados antes de 15 de junho

  • Por Jovem Pan
  • 22/05/2020 19h08 - Atualizado em 22/05/2020 19h10
EFE/Nathalia Aguilar/ArchivoGoverno do Paraguai anunciou a retomada das atividades no país

O governo do Paraguai voltou atrás na ideia de permitir a volta dos jogos de futebol na segunda fase de flexibilização do isolamento social no país, e nesta sexta, anunciou que apenas treinamentos individuais serão permitidos.

O ministro da Saúde do país, Julio Mazzoleni, confirmou a informação nesta sexta-feira, quando apresentou o plano de abertura do país. Nesta etapa, os atletas profissionais poderão, a partir de segunda-feira, voltar a se exercitar.

Semanas atrás, ao indicar que o plano de retomada se daria em quatro fases, a o governo indicou que a segunda etapa teria jogos sem a presença de público.

Com o ajuste anunciado, as competições ficarão para a etapa seguinte, que está prevista para começar em 15 de junho.

Recentemente, Marco Trovato, presidente do Olímpia, cobrou que a Associação Paraguaia de Futebol (APF) se manifestasse sobre os motivos que impedem o retorno dos jogos, já que alguns setores da sociedade já estão voltando a normalidade.

“Se não querem que o futebol volte, que a APF explique aos jogadores porque 90% dos paraguaios poderão retornar ao trabalho a partir de segunda-feira e eles não”, escreveu no Twitter.

Trovato garantiu que seguiria totalmente as orientações do Ministério da Saúde. Na quinta-feira, a federação do país concluiu a inspeção sanitária de todos os estádios da primeira divisão.

* Com Estadão Conteúdo