Pedrinho garante trabalho forte da seleção no Pré-Olímpico: ‘Vamos buscar o título’

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2020 15h54
Fernando Torres / CBFPedrinho em ação pela seleção brasileira sub-23

O meia Pedrinho, do Corinthians, titular da seleção brasileira sub-23, não escondeu nesta terça-feira, em entrevista à Agência Efe, a ansiedade pelo início do Torneio Pré-Olímpico, que será disputado na Colômbia, a partir do dia 18.

“A expectativa é grande. Sabemos da importância do Pré-Olímpico e de poder classificar o Brasil para os Jogos Olímpicos. Por isso, estamos trabalhando de forma firme e forte para que tudo saia bem, para que possamos fazer um grande campeonato”, afirmou o jovem jogador.

Pedrinho deixou claro que os comandados por André Jardine não estão se preparando apenas para buscar uma das duas vagas para os Jogos de Tóquio, mas para conquistar o primeiro lugar do quadrangular final, consequentemente, o título da competição.

“O Brasil tem sempre que estar lutando pelo título. Sabemos que a seleção brasileira tem um peso maior e, por isso, vamos buscar o título”, afirmou o dono da camisa 10 da sub-23.

Questionado se a seleção está pronta para iniciar a disputa do Pré-Olímpico, em que está no grupo B, junto com Peru, Uruguai, Bolívia e Paraguai, Pedrinho deixou claro que ainda há trabalho a ser feito até o dia da estreia.

“Pronta é uma palavra difícil, porque sempre queremos evoluir mais, independente das circunstâncias. Acho que estamos avançando bastante e estamos quase prontos para fazer um grande campeonato”, disse o promissor jogador do Corinthians.

Sobre as dificuldades para montar o elenco da seleção para o Pré-Olímpico, por alguns clubes europeus não liberarem a cessão, Pedrinho disse que não existe preocupação, devido ao nível dos novos convocados.

“São jogadores de alta qualidade. Independente de quem vier todos que estão aqui merecem estar. Acho que vamos evoluindo cada vez mais, para nos adaptar. A cada treino, nos entendemos cada vez mais para os jogos”, avaliou.

A seleção brasileira estreará no dia 19 deste mês, em duelo com a peruana, no Estádio Centenário, na cidade de Armenia. Os dois primeiros colocados da chave avançarão e se juntarão a líder e vice-líder do grupo A, que tem Colômbia, Argentina, Chile, Equador e Venezuela.

*Com informações da EFE