Pena de Guerrero é reduzida e atacante poderá participar da Copa do Mundo

  • Por Jovem Pan
  • 20/12/2017 17h45 - Atualizado em 20/12/2017 18h18
EFESuspensão de um ano tirava Paolo Guerrero do Mundial da Rússia, em 2018

Suspenso por um ano depois de testar positivo em exame antidoping, o atacante Paolo Guerrero teve sua pena reduzida nesta quarta-feira (20). O camisa 9 do Flamengo e da seleção peruana ficará seis meses longe do gramado, podendo assim participar da Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

A decisão foi tomada pelo Tribunal de Apelação da Fifa após recurso da defesa do peruano. Guerrero cumpre suspensão desde o dia 3 de novembro e pode voltar a jogar em maio de 2018.

O jogador respondia à investigação por ter testado positivo para uso de benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, em exame realizado depois do empate em 0 a 0 entre Argentina e Peru, em Buenos Aires, pela penúltima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2018, no dia 5 de outubro. Por isso, foi suspenso preventivamente pela Fifa.

Por conta da punição, Guerrero ficou impedido de defender a seleção peruana nas duas partidas da repescagem da Copa do Mundo de 2018, diante da Nova Zelândia. Mesmo assim, o país garantiu vaga no Mundial, que agora poderá ser o primeiro do atacante,

A Fifa aceitou os argumentos atenuantes da defesa e reduziu a punição. A suspensão inclui jogos nacionais e internacionais, por clubes e seleções. A defesa segue em busca ainda de uma absolvição total na Corte Arbitral do Esporte (CAS).