Marcos diz que não merecia ser titular em 2002: “Dida e Rogério estavam melhores”

  • Por Jovem Pan
  • 27/10/2017 17h15
Edu Garcia / Estadão ConteúdoFelipão bancou Marcos e manteve goleiro como titular na Copa do Mundo de 2002

15 anos após ajudar a Seleção Brasileira a conquistar o penta, Marcos fez uma revelação sobre a sua participação na Copa do Mundo do Japão e Coreia do Sul. Em entrevista ao Esporte Fantástico, da Rede Record, o ex-goleiro do Palmeiras disse que Dida e Rogério Ceni mereciam a titularidade e chegou a pedir ao técnico Luiz Felipe Scolari para colocar um dos dois em seu lugar. Porém, o treinador bancou o “santo” e manteve o goleiro na meta verde e amarelo.

“Eles estavam melhores que eu. Eu não era unanimidade. O pessoal pegava muito no meu pé com qualquer erro que eu tinha na Seleção. Mas, ele (Felipão) chegou um dia e falou: ‘não quero nem saber o que o povo está falando. Você vai ser meu goleiro, se vira. Você vai jogar a Copa. Pronto e acabou’”.

Marcos foi o escolhido pelo treinador brasileiro e atuou nos sete jogos do Mundial, sendo fundamental nas partidas contra a Bélgica nas oitavas de final e na decisão contra a Alemanha, ao realizar defesas difíceis e em momentos cruciais. O ex-goleiro lembra que após o apito final do duelo contra os alemães, a alegria pelo título se misturou com o alívio e gratidão.

“No final da Copa eu abracei o Felipão e falei: ‘obrigado, professor. Obrigado por ter confiado em mim’. Eu mesmo não confiava em mim. Eu falava para o Felipão: ‘tira eu, coloca o Dida. Põe o Rogério Ceni. Ele está bem’. Mas, no final eu dei um abraço nele, pois ele confiou em mim, mais do que eu confiava”.

A entrevista exclusiva com o ídolo do Palmeiras e da Seleção Brasileira vai ao ar neste sábado (28), às 10h15min, no Esporte Fantástico, da Rede Record.