Pia Sundhage mira ouro na Olimpíada de Tóquio 2020 e diz: ‘Estou no lugar certo, na hora certa’

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2020 11h55 - Atualizado em 21/01/2020 11h57
Divulgação Pia Sundhage é treinadora da seleção brasileira feminina

Pia Sundhage vem fazendo um bom trabalho à frente da seleção brasileira feminina, contabilizando 6 vitórias, 2 empates e nenhuma derrota desde que desembarcou no Rio de Janeiro. Em entrevista ao site da Fifa, a treinadora da sueca falou de seus objetivos para a Olimpíada de Tóquio 2020, além de sua adaptação no país sul-americano.

“Sinto que está quente e não é apenas o clima! Eu esbarro em pessoas quentes. Todo mundo adora futebol, o que é bom para mim. Eles começam uma conversa mesmo que eu ainda não fale português, mas realmente querem fazer parte do futebol”, disse.

“Eu acho que as pessoas querem que a nação seja bem sucedida. Homens e mulheres, jovens – esse sentimento é contagioso. Eu tenho uma vida boa. Acho que estou no lugar certo, na hora certa”, continuou.

Demonstrando entusiasmo com o projeto oferecido pela CBF, Pia disse se considerar sortuda por estar treinando as “Canarinhas”.

“Estive em muitos países, tive trabalhos fantásticos e agora tenho outro. Eu acredito que este será o meu maior desafio, porque é uma cultura muito diferente. Uma estrangeira e uma mulher estão vindo para o Brasil – e posso dizer que [a federação CBF] quer fazer mais pelo futebol feminino. Então, para fazer parte desse tipo de mudança, eu sou o sortudo”, declarou.

Já questionada sobre as ambições do Brasil nos Jogos Olímpicos, Pia não titubeou e cravou que o objetivo é a medalha de ouro inédita. A europeia, entretanto, enxerga o torneio como uma etapa de um longo trabalho a longo prazo.

“É claro que estamos todos entusiasmados e queremos ganhar o ouro, mas no final do dia é muito mais. A jornada faz a diferença. Esperamos que a jornada não pare depois das Olimpíadas, espero que continue por muitos anos”, afirmou.

Pia é bicampeã olímpica treinando a seleção feminina dos Estados Unidos, em 2008 e 2012.