Portugal bate México com virada na prorrogação e fica em 3º na Rússia

  • Por Estadão Conteúdo
  • 02/07/2017 11h50
Guerreiro, Pepe fez o gol que garantiu o empate de Portugal aos 46 do segundo tempo

A seleção de Portugal suou para conquistar o terceiro lugar na Copa das Confederações, neste domingo, na Rússia. Sem Cristiano Ronaldo, o time português precisou de um gol aos 46 minutos do segundo tempo para arrancar o empate com o México. E, depois, buscou a virada na prorrogação para vencer por 2 a 1 no Spartak Stadium, em Moscou. Mais tarde, às 15 horas, Alemanha e Chile vão decidir o título em São Petersburgo.

Em jogo mais movimentado do que o esperado, portugueses e mexicanos deixaram a desejar no primeiro tempo. Mas fizeram um segundo tempo de bons lances, defesas decisivas dos goleiros e emoção, principalmente nos segundos finais, quando Pepe empatou para Portugal. Neto, contra, abrira o placar para o México, no início da etapa final.

Na prorrogação, o duelo equilibrado ganhou ainda mais em emoção. Adrien Silva, de pênalti, virou o placar no primeiro tempo da prorrogação.

Mais uma vez, a arbitragem recorreu ao vídeo para tomar decisão importante nesta Copa das Confederações. Aconteceu no primeiro tempo, em penalidade sobre André Silva. O português acabou desperdiçando a cobrança. Ochoa, um dos melhores jogadores em campo, fez a defesa.

Foi a segunda partida entre as duas seleções na competição. Na fase de grupos, houve empate em outro jogo equilibrado, por 2 a 2. Desta vez, era esperado que os dois treinadores fizessem testes em suas equipes, visando as rodadas finais das Eliminatórias da Copa do Mundo. Mas Fernando Santos e Juan Carlos Osorio promoveram menos alterações do que o esperado em suas seleções.