Prefeito de Porto Alegre defende volta do futebol só no fim do ano ou em 2021

  • Por Jovem Pan
  • 04/05/2020 08h12 - Atualizado em 04/05/2020 08h30
Lucas Uebel/Grêmio/DivulgaçãoGrêmio e Internacional são os dois maiores clubes do Rio Grande do Sul

Se depender da vontade do prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr., o retorno dos jogos de futebol na capital gaúcha após a pausa pela pandemia do novo coronavírus pode ficar apenas para o fim do ano ou até para 2021, apesar de os clubes voltarem aos treinos nesta semana.

“Não me parece que haverá (jogos), de alguma forma, talvez nem neste ano. Mas, se ocorrer, vai ser mais para o fim do ano o reinício de atividades competitivas que exijam contato físico. Não me parece que seja uma realidade breve”, afirmou Marchezan.

Um decreto municipal publicado na sexta-feira e atualizado no sábado libera os trabalhos, apenas para atividades de condicionamento físico sem contato. Internacional e Grêmio se apresentam na próxima terça-feira, enquanto o São José ainda não anunciou o retorno.

O presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Hocsman, tem uma reunião com o governador Eduardo Leite nesta terça-feira. Existe a possibilidade de que as partidas sejam feitas com portões fechados e apenas no fim do mês.

“Não sou especialista em futebol, mas são 22 pessoas, em uma atividade de alto contato, com transpiração, onde a troca de gotículas salivares não é recomendável para a proteção dos próprios atletas. Mas cada agonia no seu dia. Temos uma estrutura que hoje é suficiente para atender à demanda, mas vamos atualizando. Não vou ser definitivo”, afirmou Marchezan.

*Com informações do Estadão Conteúdo