Preparador peruano crê que Guerrero estará bem fisicamente na Copa América

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2019 12h37
MOHAMED MESSARA/EFE"Estamos monitorando a situação do jogador e acreditamos que ele chegará à Copa América em um grande nível", disse Bonilla

O preparador físico Néstor Bonilla, que representou o técnico do Peru, Ricardo Gareca, no sorteio dos grupos da Copa América nesta quinta-feira (24), no Rio de Janeiro, disse acreditar que o atacante Paolo Guerrero, suspenso por doping até 23 de abril, estará pronto para disputar o torneio continental pela ‘Blanquirroja’.

“Paolo já vem treinando, estamos em contato com as pessoas do Internacional, que sabemos que é uma das equipes mais competitivas do Brasil. Estamos monitorando a situação do jogador e acreditamos que ele chegará à Copa América em um grande nível”, disse Bonilla na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, onde aconteceu a cerimônia que definiu o chaveamento do torneio.

O preparador físico falou também sobre outros dois velhos conhecidos da torcida brasileira. Ele disse ter assistido à atuação o lateral Miguel Trauco no empate entre Flamengo e Resende ontem, em Volta Redonda, e garantiu estar acompanhando a situação de Christian Cueva. O meia, que defendeu o São Paulo até o meio do ano passado, não vem tendo muito espaço no Krasnodar, da Rússia, e pode se transferir para o Independiente, da Argentina.

“São grandes jogadores, e estou certo de que vão participar. Ontem assistimos Miguel (Trauco), que está em um grande nível. Christian Cueva vocês conhecem e vamos ver o que será do futuro dele. Agora está na Rússia, mas pode vir para o Independiente, em uma das dez maiores ligas do mundo e estaria treinando mais próximo do Peru”, afirmou.

A seleção peruana será a terceira adversária do Brasil no grupo A da Copa América. Antes, enfrentará o Equador na estreia, e a Bolívia na segunda rodada.

“É um grupo equilibrado, muito equilibrado. Falei sobre o crescimento da Venezuela, a experiência que hoje o Peru tem por ter participado da última Copa, e sabemos que a Bolívia será um adversário que está em pleno crescimento. Acredito que teremos um grupo complexo para passar para a próxima fase”, analisou Bonilla.

“A expectativa que temos é sempre a máxima. Sabemos que temos uma seleção experiente, muitos jogadores já disputaram várias vezes a Copa América, que têm Eliminatórias no currículo e agora a participação na Copa. Há um crescimento profissional e estamos certos de que isso ajudará agora”, complementou.

*Com Agência EFE