Que drama! Cruzeiro perde para o Vasco e segue na zona de rebaixamento

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2019 22h09
MAGA JR/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDOO Cruzeiro está em situação desesperadora no Brasileirão

O Cruzeiro permanece em situação desesperadora no Campeonato Brasileiro! Nesta segunda-feira (2), a Raposa perdeu por 1 a 0 para o Vasco, em São Januário, no confronto válido pela 36ª rodada do torneio nacional. Com o resultado, o time mineiro segue dentro da zona de rebaixamento.

Agora treinada por Adilson Batista, a equipe do Cruzeiro tinha a oportunidade deixar a degola hoje. O Cruz-Maltino, no entanto, tratou de marcar cedo com Guarín e deixar o psicológico do time celeste ainda mais abalado.

O Vasco ainda chegou a ter um pênalti marcado pelo árbitro após queda de Marrony, no primeiro tempo. Após consultar o VAR (árbitro de vídeo), o juiz voltou atrás e anulou a penalidade.

Na segunda etapa, o Cruzeiro ensaiou uma pressão e tentou ir para cima, criando oportunidades. Fred, de cabeça, assustou o goleiro Fernando Miguel. A melhor chance, por outro lado, surgiu com Marquinhos Gabriel, que bateu cruzado aos 40 minutos, mas jogou para fora a chance de empatar.

No final da partida, parte da torcida vascaína fez questão de brincar com a delicada situação do adversário, gritando o seguinte coro: “O Cruzeiro vai jogar a Série B, ê, ê…”. O meio-campista cruzeirense Orejuela, por outro lado, deixou o gramado chorando e não quis falar com a imprensa.

Restando duas rodadas para o término da competição, o Cruzeiro fica a 2 pontos do Ceará, primeiro time fora do Z4. Nos próximos jogos, o time de Minas Gerais pega o Grêmio, fora de casa, e o Palmeiras, em casa. Os cearenses, por outro lado, encaram o Corinthians, no Castelão, e o Botafogo, no Rio de Janeiro.

O Vasco, que saiu feliz com o triunfo, garantiu a permanência na elite do futebol nacional e, de quebra, confirmou a vaga na próxima edição da Copa Sul-Americana.

VASCO 1 x 0 CRUZEIRO

VASCO – Fernando Miguel; Yago Pikachu, Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Richard (Fellipe Bastos), Guarín e Andrey; Rossi, Ribamar (Tiago Reis) e Marrony (Bruno Gomes). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

CRUZEIRO – Fábio; Orejuela, Cacá, Léo e Egídio; Henrique, Ederson (Marquinhos Gabriel) e Ariel Cabral; Pedro Rocha (Ezequiel), Joel (Fred) e David. Técnico: Adilson Batista.

GOL – Guarín, aos nove minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO).

CARTÕES AMARELOS – Richard, Ederson, Rossi, Guarín, Marquinhos Gabriel e Fred.

RENDA – R$ 567.032,00.

PÚBLICO – 19.314 pagantes (19.796 presentes).

LOCAL – São Januário, no Rio (RJ).