Quem vai para a Copa? Última rodada das Eliminatórias promete emoção; veja jogos

  • Por Jovem Pan
  • 08/10/2017 11h13 - Atualizado em 08/10/2017 13h48
Divulgação/FIFA32 times brigarão pela taça da Copa do Mundo no ano que vem

As Eliminatórias para a Copa do Mundo chegam a sua última e derradeira rodada com previsão de briga intensa pelas vagas remanescentes.

Ao todo, treze seleções já estão classificadas para o Mundial (Rússia, Brasil, Irã, Japão, México, Bélgica, Coréia do Sul, Arábia Saudita, Alemanha, Inglaterra, Espanha, Nigéria e Costa Rica) e sobram ainda 19 vagas. Destas, nove serão definidas até a próxima terça-feira (10). Os outros dez classificados serão conhecidos somente em novembro, após a última rodada das Eliminatórias Africanas e a disputa da repescagem.

Na América do Sul, cinco times brigam por duas vagas diretas e uma para a repescagem contra a Nova Zelândia, representante da Oceania. Entre os concorrentes está a Argentina, que corre muito risco de não ir à Copa pela primeira vez desde 1970. Já na Europa, a situação mais delicada é a da Holanda, que já ficou fora da Euro em 2016 e precisa de uma goleada muito improvável para também não se ausentar do Mundial.

Confira os jogos decisivos nestes últimos dias de Eliminatórias ao redor do mundo:

Dinamarca x Romênia (domingo às 13h)

Confronto importantíssimo para a Dinamarca, que precisa pontuar para garantir o seu lugar na repescagem europeia. Se o empate ou derrota vier, os dinamarqueses terão que torcer para a matematicamente classificada Polônia não perder para a seleção de Montenegro. Uma vitória dos montenegrinos deixaria ainda viva a chance de o país conseguir a sua primeira classificação à Copa desde que se separou da Sérvia.

Eslovênia x Escócia (domingo às 13h)

Com a Inglaterra já garantida no primeiro lugar, Escócia e Eslovênia brigam por um lugar na repescagem. Os escoceses já ocupam o segundo lugar e precisam vencer. Um empate pode ajudar a Eslováquia, que enfrenta o lanterna Malta e também tem chances de ficar com a vice-liderança. A Eslovênia garantiria sua vaga apenas se vencer o seu confronto e se Malta surpreender os eslovacos. Dos três, o maior jejum é da Escócia, que disputou a Copa pela última vez em 1998.

País de Gales x Irlanda (segunda às 15h45)

Em um dos poucos grupos que ainda não tem nada definido, País de Gales, que foi para a Copa pela última vez em 1958, fará um confronto direto pela repescagem contra a Irlanda, separados no momento por apenas um ponto. Quem vencer este confronto ainda poderá sonhar com a vaga direta caso a Sérvia, atual líder do grupo, acabe derrotada pela modesta seleção da Geórgia.

Ucrânia x Croácia (segunda às 15h45)

Outro grupo que segue indefinido na Europa é o I, onde três seleções estão separados por apenas dois pontos. O confronto direto desta rodada é o duelo entre Ucrânia e Croácia, que vale a repescagem caso a surpreendente líder Islândia, que nunca foi a uma Copa do Mundo, vença o lanterna Kosovo. A Turquia, mesmo que vença a Finlândia, não tem mais chances de classificação.

Austrália x Síria (terça às 06h)

O representante da repescagem contra a seleção da Concacaf será definida entre os australianos, que estiveram presentes na Copa no Brasil, e os sírios, que nunca foram a um Mundial. O primeiro confronto entre os dois terminou em 1 a 1. Outro empate por esse placar leva o confronto para os pênaltis, enquanto que o 0 a 0 classifica a Austrália.

Estônia x Bósnia (terça às 15h45)

Repleta de tropeços nesta campanha rumo à Copa, a Bósnia precisa vencer a Estônia fora de casa e ainda torcer por uma derrota da Grécia para conseguir seu lugar na repescagem. Porém, o resultado desejado é muito improvável. Os gregos enfrentarão a seleção de Gilbratar, que perdeu todos os seus confrontos no Grupo H e só marcaram três gols nestes nove jogos.

Holanda x Suécia (terça às 15h45)

A Laranja Mecânica tentará o impossível para garantir seu lugar na repescagem. Com uma diferença de saldo de gols absurda graças a goleada da Suécia no último sábado, os holandeses precisam vencer o time nórdico por sete gols de diferença. Porém, os suecos ainda tem suas ambições nesta última rodada e podem até se classificar em primeiro caso vença a Holanda e a França, atual líder, tropece diante da Bielorrússia.

Portugal x Suíça (terça às 15h45)

Único duelo entre primeiro e segundo lugar nas Eliminatórias da Europa. Neste confronto direto, Portugal precisará impor a primeira derrota da seleção suíça para se classificar de forma direta ao Mundial. Um empate ou vitória da Suíça, colocaria Portugal novamente na repescagem, assim como foi pela vaga na Copa de 2014.

Equador x Argentina / Peru x Colômbia (terça às 20h30)

Este é o confronto mais tenso da última rodada, pois pode deixar a atual vice-campeã mundial Argentina fora da Copa. Ocupando o sexto lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas, os hermanos precisam vencer, algo que não consegue há quatro rodadas. Isso para garantir a vaga na repescagem. Para a vaga direta, seria preciso torcer também pela derrota do Chile (que enfrenta o Brasil) e por um empate entre Peru e Colômbia.

Este, por sua vez, é o segundo jogo mais importante da rodada sul-americana, pois a vitória do Peru pode tirar a Colômbia da Copa do Mundo, e vice-versa. O Brasil, que até então estava tranquilo e já classificado, enfrentará um Chile motivado e com esperanças de classificação. Já o Paraguai, que precisa de outros resultados para avançar, terá pela frente a lanterna Venezuela.

Eliminatórias norte-americanas (terça às 21h)

Com México e Costa Rica já classificados, a briga nas Eliminatórias na Concacaf será para decidir quem se classifica direto ou quem enfrentará o representante asiático na repescagem. A irregular seleção dos Estados Unidos, atual terceiro lugar, enfrentará Trinidad e Tobago, enquanto o Panamá, no momento em quarto, enfrentará a seleção costarriquenha.

Eliminatórias africanas (em novembro)

Entre os times africanos, apenas a Nigéria está classificada. O Egito, que fecha a penúltima rodada africana neste domingo, pode se classificar antecipadamente caso vença o Congo pelo Grupo E.

Sem repescagem, as demais vagas serão definidos somente na próxima Data FIFA, em novembro. A Tunísia lidera o Grupo A mas pode perder a sua vaga para a República Democrática do Congo caso seja derrotada pela Líbia. Pelo Grupo C, Marrocos e Costa do Marfim farão o jogo decisivo que decidirá o classificado. Burkina Faso e Cabo Verde lutarão pela vitória e torcerão por uma derrota de Senegal para ir à Copa através do Grupo D.