Rei dos Acessos! Técnico leva São Bento à Série B e sobe pela 12ª vez

  • Por Jovem Pan
  • 25/09/2017 09h00 - Atualizado em 24/09/2017 21h06
DivulgaçãoUm dos maiores técnicos da história do São Bento de Sorocaba, Paulo Roberto Santos desistiu de assumir a Portuguesa

Mais um ano se passou, e mais uma vez Paulo Roberto Santos justificou a alcunha de “Rei dos Acessos” que o acompanha pelo interior de São Paulo. Na noite do último domingo, o técnico de 58 anos fez história e levou o São Bento de volta à Série B do Campeonato Brasileiro após 34 anos – o time sorocabano não disputa a segunda divisão nacional desde 1983.

O número é chocante: com o êxito do último fim de semana, Paulo Roberto chegou ao 12º acesso da carreira – o terceiro apenas com o São Bento. O treinador confirmou o apelido de “Rei dos Acessos” e levou o Azulão da Série D à Série B em apenas dois anos – antes disto, em 2014, havia subido da Série A2 para a Série A1 do Campeonato Paulista também com o time de Sorocaba.

“O planejamento foi feito com um orçamento muito reduzido. São Bento, Mogi Mirim e Macaé tinham os três menores orçamentos da Série C. Fechamos um elenco muito reduzido, com 22 jogadores, mas conseguimos formar um time muito competitivo. O objetivo da diretoria, antes da competição, era se manter na Série C. Mas depois, com o decorrer dos jogos, passamos a acreditar em algo a mais. Deu certo”, celebrou o treinador, em entrevista exclusiva a Nilson Cesar, para a Rádio Jovem Pan.

O acesso à Série B aconteceu um ano depois da subida à Série C. Raro? Certamente. Mas algo semelhante já havia acontecido com Paulo Roberto em outra ocasião… Entre 2001 e 2006, o técnico simplesmente escalou as cinco divisões do Campeonato Paulista com o Rio Claro. Um ano depois, em 2007, colocou o Galo Azul na Série C do Campeonato Brasileiro.

Paulo Roberto Santos

“Luxemburgo do interior”

Ex-lateral-esquerdo, Paulo Roberto Santos é um andarilho dos bancos de reservas. Em 29 anos de carreira, já comandou 33 clubes – todos eles de divisões inferiores do futebol brasileiro. Por ser carioca, vestir-se de maneira elegante e ter uma coleção de títulos por equipes de menor expressão, o treinador também é conhecido como “Luxemburgo do interior”.

Ele se diverte com a alcunha, mas, no Brasil, inspira-se, mesmo, em um novato. “Aqui no Brasil, eu admiro muito o trabalho de um ex-jogador meu, o Fábio Carille. Eu treinei ele no Barueri em 2008, na Série C. É um treinador novato, mas eu admiro muito o trabalho dele. A forma como a equipe dele atua e se compacta é impressionante”, elogiou.

E fora do Brasil? Guardiola e Ancelotti são as inspirações de Paulo Roberto Santos? Não. A referência do “Rei dos Acessos” é outra. E diz muito sobre o trabalho do técnico, conhecido por armar sistemas defensivos fortes e difíceis de serem vazados. “Sempre admirei muito o trabalho do Mourinho.”

Em 2018, se nenhuma surpresa acontecer, ele estará à frente do São Bento nas disputas do Campeonato Paulista e da Série B do Campeonato Brasileiro.

Os 12 acessos da carreira de Paulo Roberto Santos:

Pouso Alegre – 2ª divisão de MG/1ª divisão de MG – 1988
Minas Boa Esperança – 2º divisão de MG/1ª divisão de MG – 1989
Unaí – 2ª divisão de MG/1ª divisão de MG – 1993
Rio Claro – 5ª divisão de SP/4ª divisão de SP – 2001
Rio Claro – 4ª divisão de SP/3ª divisão de SP – 2002
Rio Claro – 3ª divisão de SP/2ª divisão de SP- 2005
Rio Claro – 2ª divisão de SP/1ª divisão de SP – 2006
Rio Claro – classificação à Série C – 2007
Rio Claro – 2ª divisão de SP/1ª divisão de SP – 2013
São Bento – 2ª divisão de SP/1ª divisão de SP – 2014
São Bento – Série D/Série C – 2016
São Bento – Série C/Série B – 2017