Rodrygo vira destaque na Espanha antes de Neymar e é comparado com Vinicius Jr.

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2018 13h37 - Atualizado em 27/04/2018 14h31
ReproduçãoRodrygo já é alvo de interesse dos times europeus

O atacante Rodrygo estreou como profissional do Santos em novembro do ano passado. Apenas 6 meses e 20 jogos depois, ele já foi “descoberto” pela imprensa espanhola e virou capa no “Sport”. Surgiram os tradicionais boatos de que ele pode ir para o Barcelona e fizeram até comparações com Vinicius Jr., jovem brasileiro comprado pelo Real Madrid. Tamanho assédio a um jovem talento brasileiro não é novidade. O que espanta é a velocidade como isso aconteceu.

Para perceber essa rapidez basta comparar com Neymar, que estreou no Santos em março de 2009. As primeiras especulações sobre a ida dele para Europa só começaram a surgir a partir do 2º semestre de 2010, quando ele passou a ser convocado para defender a Seleção Brasileira. E na época o destino mais provável dele era o Chelsea.

A imprensa espanhola só passou a falar sobre Neymar a partir de 2011. Inicialmente ele era alvo do Real Madrid, com quem já tinha negociado antes mesmo de virar profissional. Mas depois foi especulado que já havia um acerto para ele jogar pelo Barcelona. Anos mais tarde, foi revelado que de fato existia um pré-contrato, inclusive com ilegalidades que resultaram em problemas judiciais para todas partes envolvidas.

O que turbina o assédio da imprensa espanhola no caso de Rodrygo é que o Real Madrid já contratou Vinicius Jr., do Flamengo, em uma contratação vista como aposta para o futuro. Uma possível contratação do jovem santista seria uma resposta do Barça a isto.

Então automaticamente os jornais já fizeram a comparação de Rodrygo com Vinicius. Por ser um jornal catalão, o Sport chegou a decretar que no Brasil as pessoas veem mais potencial no atacante do Santos do que no flamenguista, mas a matéria não apresenta nenhuma opinião que reforce essa teoria.

Outra comparação que deve aparecer com frequência para Rodrygo é em relação a Neymar. O Sport até apresentou uma lista de 5 coincidências entre os dois jogadores: o fato de serem prodígios desde a adolescência; a mesma cultura de futebol criada no Santos; os grandes patrocínios midiáticos que possuem; a naturalidade para lidar com pressão desde cedo; e por fim justamente o grande interesse causado nos times europeus.