Atacante da Ponte Preta vai a culto e é criticado pelo próprio clube; entenda

Roger está em isolamento social em Campinas por ter um familiar próximo acometido pelo novo coronavírus e não poderia ter feito parte de aglomeração

  • Por Jovem Pan
  • 30/06/2020 15h27
Fábio Leoni/Ponte Preta/DivulgaçãoRoger é o artilheiro da Ponte Preta no ano, com seis gols

Após furar a quarentena no último domingo, 28, e marcar presença em um culto evangélico, o centroavante Roger recebeu críticas da Ponte Preta, clube pelo qual atua, por meio de uma nota oficial emitida pela Diretoria Executiva. O jogador está em isolamento social em Campinas por ter um familiar próximo acometido pelo novo coronavírus e não poderia ter feito parte de aglomeração, um dos pré-requisitos neste período de pandemia. O centroavante, artilheiro do time nesta temporada com seis gols, alegou que tomou todos os cuidados possíveis na igreja evangélica após testar negativo no exame PCR-RT. O problema é que a direção da Ponte Preta nega que o resultado do teste já tenha saído.

“A Diretoria Executiva da Ponte Preta informa que, ao contrário do que informou o atacante Roger, recomendou a todos os jogadores que pratiquem o isolamento social, evitem locais com concentração e evitem ao máximo possível a exposição externa. Em especial no caso de Roger, que está aguardando a contraprova do teste PCR e por isso está até o momento impedido de participar das atividades do time, foi recomendado que ficasse em casa, em quarentena”, informou a direção.

Em observação, o atleta não fará parte das primeiras atividades presenciais da Ponte Preta no CT do Jardim Eulina, em Campinas, a partir da próxima quarta-feira, dia 1º. “Roger e os demais atletas que aguardam a realização de exames adicionais não foram incluídos nos testes físicos planejados para esta semana nem para o reinício dos treinos, neste dia primeiro de julho”, finalizou o clube.

*Com informações do Estadão Conteúdo