Santos vence o clássico e impõe a segunda derrota seguida do Corinthians no Brasileiro

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 10/09/2017 18h01 - Atualizado em 10/09/2017 18h51
Lucas Lima teve um gol e uma assistência no clássico na Vila

O Santos cumpriu o objetivo de se aproximar do líder ao vencer o Corinthians por 2 a 0, neste domingo (10), na Vila Belmiro, em Santos, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. A diferença entre os dois times ainda é grande – caiu de 12 para nove pontos (50 a 41), mas pode criar um novo cenário. Com os gols de Lucas Lima e Ricardo Oliveira, o clube santista se aproxima do Grêmio, vice-líder com 43, e abala a confiança do rival. Em quatro jogos no returno, a equipe comandada pelo técnico Fábio Carille já soma três derrotas, sendo duas delas consecutivas.

Vanderlei e Cássio, os dois goleiros que brigam por um vaga na Seleção Brasileira,  travaram um duelo particular neste domingo (10). Apesar de boas defesas para ambos os lados, quem levou a pior foi o escolhido por Tite na última convocação.

Ao longo do primeiro tempo, o Santos exigiu pelo menos duas boas defesas de Cássio. Após escanteio aos 7 minutos, Ricardo Oliveira desviou e Cássio espalmou. Aos 42, o grande momento do goleiro. Na pequena área, o mesmo centroavante finalizou sozinho, mas em cima do arqueiro corintiano. O tempo espaçado entre as jogadas de relevo – uma aos sete minutos e outra só aos 30 – indica que a temperatura do jogo não foi elevada. Muitos toques laterais, muita marcação, poucas chances reais. Os dois times conseguiram neutralizar as armas do rival.

O segundo tempo concentrou mais chances de gol nos primeiros minutos do que em toda a etapa inicial. Aos 4 minutos, Romero chutou forte, do meio da área, e Vanderlei fez grande defesa. Dois minutos depois, o volante Gabriel tirou a bola nos pés de Lucas Lima.

O jogo mais dinâmico permitiu a inversão de papéis dos times. Foi em um contra-ataque, a estratégia que o Corinthians havia chamado para si, que o Santos abriu o placar. Aos 12 minutos, Bruno Henrique, o jogador mais rápido do Brasileirão, saiu do seu próprio campo, ganhou de Fagner e tocou na área para Lucas Lima fazer o seu primeiro gol na competição.

Novamente no contra-ataque, o Santos poderia ter ampliado com Ricardo Oliveira, mas a auxiliar Tatiane Barros apontou impedimento corretamente. Fábio Carille fez todas as alterações para modificar o panorama da partida, mas não conseguiu criar chances claras. Desorganizado, algo raro no torneio, o time deu espaços e permitiu que o rival santista novamente usasse o contra-ataque. Aos 47, Lucas Lima lançou Bruno Henrique, que tocou para Ricardo Oliveira marcar.

Com o resultado, o Santos conseguiu superar uma sequência de seis empates e conseguiu diminuir a diferença para a liderança para nove pontos. O resultado deixa o time de Levir Culpi mais tranquilo para a partida contra o Barcelona de Guayaquil, na próxima quarta-feira (13) pela Libertadores. O Corinthians, por sua vez, enfrenta o Racing pela Copa Sul-Americana.

Opinião Jovem Pan

Para o comentarista Flávio Prado, o Corinthians continua mantendo o mesmo padrão de jogo apresentado no primeiro turno, porém já não consegue chegar aos gols com a mesma tranquilidade de outrora. Apesar disso, Flávio aponta que o corintiano continua tranquilo na liderança por saber que os outros times do G4 não têm ameaçado a vantagem alvinegra.

O Corinthians não mudou o patamar de jogo, mas ele não tem conseguido fazer gols. Bolas que antes entravam com facilidade, agora não estão entrando. Se eles jogarem contra o Racing e não alcançar um bom resultado já serão quatro jogos em que terá tropeçado. É muita coisa para um time do porte do Corinthians. Está tudo tranquilo porque os outros times são incompetentes e não incomodam, mas estamos vendo um Corinthians que não consegue os resultados apesar de não ter caído acentuadamente dentro de campo”, analisou Flávio.