Carlos Sánchez se recupera de lesão e volta a treinar no Santos

  • Por Jovem Pan
  • 12/09/2018 19h00 - Atualizado em 12/09/2018 19h19
Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FCCarlos Sánchez

Se nos bastidores as notícias não são boas, dentro das quatro linhas a torcida do Santos tem motivos para comemorar. Nesta quarta-feira (12), o meio-campista Carlos Sánchez, que desfalcou o Peixe nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro – diante de Grêmio e Paraná – por conta de uma lesão muscular, voltou a treinar no CT Rei Pelé e deve entrar em campo contra o São Paulo, no domingo (16), na Vila Belmiro.

O uruguaio mostrou estar recuperado da contusão e treinou normalmente com o grupo. Seu retorno agradou o zagueiro Gustavo Henrique, que concedeu entrevista coletiva nesta quarta e exaltou o companheiro como parte determinante para a busca do novo recorde da defesa santista. Ao vencer o Paraná sem levar gols (por 2 a 0), o time paulista chegou à marca de 746 minutos sem ser vazado. Já são sete partidas sem sofrer gol.

“Ele é um jogador de muita qualidade. Todos estão sabendo da qualidade dele. Todos os times gostariam da disposição dele, da raça… É versátil, tem qualidade no ataque. A gente recebeu da melhor maneira possível como Derlis e Bryan Ruiz”, declarou Gustavo Henrique.

O zagueiro comemorou o feito obtido pela zaga santista e também pelo goleiro Vanderlei. “Estou muito feliz de fazer parte desta história. Conseguimos, dentro de campo, fazer uma grande dupla com o Lucas [Veríssimo]. Vamos continuar este trabalho até porque ficar sete jogos sem perder já é um muito difícil no Brasil, quanto mais não levar gol. É uma marca que nos deixa muito felizes”, declarou.

Ele ainda não sabe se poderá reeditar a boa dupla de zaga com Lucas Veríssimo no clássico de domingo, válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta, Veríssimo não foi a campo. Ele ainda se recupera de dores na coxa esquerda e fez trabalho somente interno. Assim, segue como dúvida para o fim de semana. Apesar da possível baixa do companheiro, Gustavo Henrique mostra confiança em aumentar os números positivos da defesa santista. E atribuiu o recente sucesso à chegada do técnico Cuca.

“É um treinador que tem muita bagagem, sabe conquistar o grupo, chegou com uma filosofia totalmente diferente da do Jair [Ventura]. Cada um tem suas diferenças, seu estilo de trabalho. Foi mais na conversa, até porque não tivemos tempo para trabalhar. Ele colocou na cabeça do grupo que todos devem marcar desde o atacante até os zagueiros”, concluiu.

Com informações de Agência Estado