Diante do River, Santos defende bom retrospecto contra uruguaios

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2019 15h45
Divulgação Santos FCEm 2011, o Santos venceu o Peñarol por 2 a 1 no Pacaembu e conquistou o tri da Libertadores

O Santos entra em campo logo mais para encarar o River Plate, do Uruguai, pela partida de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. Como na ida o confronto entre as equipes ficou no empate sem gols, o time comandado por Jorge Sampaoli precisa de uma vitória simples para avançar na competição continental.

Para este duelo decisivo, o Peixe não poderá contar com Cueva e Rodrygo, suspensos, além da torcida – o clube foi punido pela Conmebol e jogará com os portões fechados no estádio do Pacaembu. Em contrapartida, o Santos defende um retrospecto positivo contra as equipes uruguaias atuando no Brasil.

Ao todo, o clube alvinegro enfrentou times uruguaios no Brasil em 21 oportunidades, tendo conquistado 13 vitórias, três empates e sofrido cinco derrotas, um aproveitamento de 61,9%. 52 gols foram marcados pelo Santos, com 32 gols anotados pelos uruguaios.

A primeira vez que o Peixe jogou contra um time uruguaio foi em 19 de janeiro de 1917, na Vila Belmiro. O adversário daquele dia foi o Dublin, que era considerado um dos melhores times do futebol sul-americano na época. Tanto que goleou o alvinegro por 6 a 2, graças a grande atuação de Romano, autor de três gols no confronto.

Já o último confronto do Peixe contra uruguaios aconteceu em 15 de março de 2018, contra o Nacional, pela fase de grupos da Libertadores da América. E uma noite inspirada de Rodrygo, que marcou um belo gol no estádio do Pacaembu, o time alvinegro venceu pelo placar de 3 a 1 – Eduardo Sasha fez os outros dois.

100% no Pacaembu

Dos 21 confrontos contra times do Uruguai no país, três foram disputados no Pacaembu. Além da vitória contra o Nacional, na Libertadores da América do ano passado, o Peixe encarou o Peñarol em outras duas oportunidades no estádio da capital paulista, palco do confronto contra o River Plate, nesta terça.

O primeiro duelo contra os Aurinegros aconteceu na semifinal da Libertadores de 1965, no dia 25 de março, com o Peixe vencendo por 5 a 4 – o Santos perderia os outros dois jogos e seria eliminado. Já o segundo confronto diante do Peñarol foi disputado em 22 de junho de 2011, pela final da competição continental: vitória de 2 a 1 e o tri da América.