Expulso e chamado de “burro”, Gabigol prova necessidade de amadurecimento

  • Por Jovem Pan
  • 16/03/2018 09h50 - Atualizado em 16/03/2018 09h53
Alex Silva/Estadão ConteúdoGabigol levou dois cartões amarelos e foi expulso ainda no primeiro tempo do jogo contra o Nacional-URU, no Pacaembu

Ao fim do primeiro turno da fase de grupos da Libertadores, Gabigol terá disputado apenas 134 dos 270 minutos do Santos na competição continental. Contratado para ser “o cara” do time alvinegro no principal torneio da temporada, o jovem atacante 21 anos provou na última quinta-feira que ainda precisa amadurecer.

Gabigol levou dois cartões amarelos e foi expulso ainda no primeiro tempo do jogo contra o Nacional-URU, no Pacaembu, pela 2ª rodada da Libertadores – para a sorte dele, o Santos venceu por 3 a 1.

Faminto, o atacante levou a primeira advertência aos 12 minutos, após discutir com Oliva e reclamar com o árbitro, e foi mandado embora mais cedo aos 44, depois de cometer falta boba em Polenta ainda no campo de ataque.

O jogador, que já havia desfalcado o Peixe no clássico com o Corinthians, pelo Campeonato Paulista, por levar um cartão amarelo após chutar uma bola para o gol depois do apito do árbitro, irritou a torcida santista, que não o poupou de críticas e até o chamou de burro.

“Quando eles me chamam de craque eu não escuto, quando me chamam de burro eu também não vou escutar. Eu aceito as críticas e elogios. O segundo lance foi injusto. Já pedi desculpas ao Jair e aos companheiros. Não quero levar mais cartões e ajudar o time. Acho que está exagerado (o número de cartões). Fico triste pelo critério do juiz. Errei, prejudiquei, pedi desculpas, e não acontecerá mais”, garantiu Gabigol, ainda na zona mista do Pacaembu.

A necessidade de amadurecimento se dá justamente pela importância de Gabigol para o Santos. Desde que retornou precocemente do futebol europeu, em janeiro, o atacante se consolidou como o principal jogador do time e marcou quatro gols em seis jogos. O número de cartões amarelos, no entanto, também é elevado – foram cinco nas mesmas seis partidas.

Se vai desfalcar o Santos contra o Estudiantes, na primeira semana de abril, na Argentina, ao menos Gabigol estará em campo na partida diante do Botafogo-SP, no próximo domingo, pela ida das quartas de final do Campeonato Paulista. O duelo está marcado para as 19h (de Brasília). Será a oportunidade perfeita para o atacante mostrar que está disposto a ser mais disciplinado.