Flamengo x Santos vale mais do que o simples título simbólico do primeiro turno

  • Por Jovem Pan
  • 13/09/2019 17h35 - Atualizado em 14/09/2019 16h58
DUDA BAIRROS/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

A partida entre Flamengo x Santos, neste sábado (14), no Maracanã, vai definir o campeão simbólico do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Porém, o duelo vale muito mais do que virar o turno na liderança: ele colocará frente a frente os dois técnicos sensações da temporada.

Com 39 pontos, o Flamengo lidera a competição. O Santos vem logo atrás, com dois pontos a menos. Os dois clubes são vigiados de perto pelo Palmeiras, com 36 pontos. Uma vitória do Peixe faz com que o time de Jorge Sampaoli termine o primeiro turno na liderança do Brasileirão.

O Flamengo vem de cinco vitórias seguidas, e em todas marcando pelo menos três gols. O ataque Rubro-Negro é o mais positivo do Campeonato Brasileiro, com 41 gols. Média de 2,27 por jogo: 3 a 1 contra o Grêmio; 4 a 1 contra o Vasco; 3 a 0 contra o Ceará; 3 a 0 contra o Palmeiras; e 3 a 0 contra o Avaí.

Já o Santos vive um momento de oscilação no Brasileirão. O time de Sampaoli venceu apenas uma partida nas últimas cinco rodadas: derrota por 3 a 2 para o São Paulo; derrota por 2 a 0 Cruzeiro; empate em 3 a 3 com o Fortaleza; vitória por 1 a 0 contra a Chapecoense; e empate por 1 a 1 com o Athletico.

Sampaoli x Jorge Jesus

O confronto colocará frente a frente os dois técnicos estrangeiros da Série A. O time de Sampaoli chamou a atenção logo de cara e foi o mais elogiado durante o primeiro semestre da temporada. Agora, com um elenco mais curto se comparado com os dois principais concorrentes, vive um momento de oscilação e não consegue apresentar o futebol visto nos primeiros meses do ano.

Jorge Jesus chegou durante a pausa para a Copa América e logo ganhou o elenco e os torcedores Rubro-Negros. O português implementou seu estilo de jogo e assumiu a liderança do Brasileirão. O Fla no momento é o time mais vistoso e eficiente do Brasil. Vem atropelando todos os adversários e ainda tem potencial de evolução.

‘Lei do ex’ a rodo

A partida também tem grandes chances de ser brindada com a famosa “lei do ex”. Pelo lado do Peixe, o lateral-esquerdo Jorge e o centroavante Uribe já vestiram a camisa do Fla. Pará, que estava no Fla até pouco tempo, por força contratual, não pode atuar. Já no Rubro Negro, Bruno Henrique e Gabigol, os artilheiros do time no ano, são as esperanças de gol e de lei do ex.