Presidente do Santos diz que tentou empréstimo de Neymar por seis meses junto ao PSG

  • Por Jovem Pan
  • 12/08/2019 18h03
Ivan Storti/Santos FCJosé Carlos Peres

O presidente do Santos, José Carlos Peres, afirmou em entrevista ao GloboEsporte que tentou o empréstimo de Neymar por seis meses junto ao PSG, nesse momento de litígio entre clube e jogador.

“Sem dúvidas. Quando surgiu essa possibilidade, que era remota, mas existia, tentamos nos aproximar para trazê-lo por seis meses, até dezembro. O Santos é um time reconhecido por recuperar jogadores, como o Gabigol, que estava encostado na Europa, e o Dodô também. Eles voltaram e tiveram boas performances. Jogador do Santos sempre que volta tem bom desempenho. Existia essa possibilidade de seis meses com o Neymar, mas a gente sabia que era quase impossível e não prosseguiu. Acredito que talvez surja uma oportunidade no futuro”, afirmou o presidente do Santos.

José Carlos Peres contou que apenas conversou de forma informal com o estafe do jogador e logo percebeu que não existiria a possibilidade de fechar negócio. Porém, deixou as portas abertas para Neymar quando ele quiser.

“Acho que ele vai jogar mais uns três anos na Europa. Mas, até pelas declarações do Neymar, é notório o amor que ele tem pelo clube. É um Menino da Vila. O dia que ele quiser voltar, a porta estará aberta’, disse.

Imbróglio na Europa

Neymar vive um momento de indefinição sobre seu futuro. O jogador já deixou claro sua vontade de deixar o PSG. No último domingo (11), a torcida do clube francês levou faixas pedindo a saída e até entoou xingamentos contra o brasileiro.

Barcelona e Real Madrid surgem como os dois prováveis de Neymar. O clube catalão é o preferido do jogador, que já teve uma passagem vitoriosa e é muito querido no vestiário. Nos últimos dias, a imprensa europeia trouxe a informação que o PSG já cogita a possibilidade de aceitar envolver Philippe Coutinho em uma eventual negociação por Neymar.

Por outro lado, Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, tem um desejo antigo por Neymar e quer contar com o brasileiro. Modric já foi especulado como moeda de troca, mas descartou uma possível ida para Paris.